Conheça as mudanças da Lei Antifumo em Campinas

Por Keyla Cavalcante

cigarro
Nova lei implementa novas regras sobre a comercialização, a publicidade e o consumo de cigarros no país (Crédito: Divulgação)

 

A Lei Antifumo vem causando muitos debates entre os fumantes e os não fumantes de Campinas, e as pessoas afirmam achar a lei um pouco “exagerada”. Com a entrada da nova lei em vigor, fica proibido fumar em locais fechados, públicos e privados como bares, restaurantes, casas noturnas e ambientes de trabalho, de todo território nacional, além de acrescentar novas regras em relação à publicidade e a comercialização dos cigarros no país. Áreas criadas para fumantes, como os fumódromos, também estão proibidos. O fumo será permitido apenas em ambientes abertos como ruas, calçadas, parques e nas residências.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabaco é um dos fatores mais determinantes da Carga Global de Doenças no mundo. Metade da população dos homens e um décimo da população das mulheres, cerca 30 milhões de pessoas, serão fumantes a cada ano e quando envelhecerem.

Para o estudante de arquitetura Marcelo Gabos, a Lei Antifumo serve para “desviar a atenção da população”, ele fuma há 5 anos, e é contra a nova lei. “Fumar trata-se da liberdade de escolha de casa pessoa, a população de São Paulo está bebendo água de reuso, que traz um monte de infecções que os próprios médicos dão diagnóstico de virose, e agora o Governo está preocupado com quem faz a opção de fumar?”. Ressalta.

Mesmo com a lei em vigor já há dois dias, alguns estabelecimentos no centro de Campinas ainda possuem os chamados “displays” (painéis para anúncios nos estabelecimentos comerciais), que não são mais permitidos, por configurarem propaganda.

Os estabelecimentos devem adotar medidas para evitar punições, como por exemplo, fixação de cartazes alertando sobre a proibição e também vetar os fumódromos. O dono de uma padaria no centro de Campinas, Almir Ferreira, admite que ainda não retirou o fumódromo de seu estabelecimento, mas que pretende vetá-lo o quanto antes para evitar punições, já que, os estabelecimentos que desrespeitarem as regras poderão receber advertência, multa, ser interditados e ter a autorização de funcionamento cancelada, podendo pagar multa de R$ 2.000 a R$ 1,5 milhão.

O gerente de uma casa noturna em Campinas, Jaime Pessanini, conta que já fechou o antigo espaço que era usado como fumódromo, para evitar futuros transtornos. “As novas regras vão impactar bastante pra gente aqui, os fumantes já estão reclamando”. Conta Jaime.

Untitled Infographic (1)
(Crédito: Keyla Cavalcante)

Editado por Tiago Soares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s