Comparativo Palmeiras x Santos

Por Felipe Torezim Silva

O Santos saiu na frente no primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil por 1×0, na Vila Belmiro, na Baixada Santista, com gol de Gabriel, ou “Gabigol”.

O jogo teve domínio total do Santos, que desperdiçou várias oportunidades, inclusive um pênalti. O Palmeiras não ofereceu muito perigo, tirando a oportunidade de Jackson, quando o jogo estava 0x0. Os Palmeirenses ainda reclamaram de uma penalidade em Lucas Barrios que, na minha opinião, foi lance normal.

Mas, aproveitando essas duas equipes na final, trazemos mais um comparativo. Dessa vez as estatísticas deles ao longo da competição, computando inclusive o primeiro jogo da final. Os dados são retirados do site Footstats.

 

lançamentos
Crédito: Felipe Torezim Silva

As duas equipes têm jogadores velozes que atuam pelas pontas, como Gabriel e Marquinhos Gabriel, pelo lado do Santos. E Dudu e Gabriel Jesus pelas pontas. Isso justifica a grande quantidade de lançamentos, tanto certos, quanto errados. A quantidade de erros pode espantar, mas isso acontece graças ao grande número de tentativas ao longo dos jogos.

impedimentos
Crédito: Felipe Torezim Silva

Em relação com o número de lançamentos, está a quantidade de impedimentos. Óbvio que quanto mais lançamentos na vertical há, mais chances de impedimentos existirem. Ainda mais com a velocidade da linha de ataque de ambas as equipes. Os números mostram que os times tem sucesso ao completar o lançamento, já que o número de impedimentos é bem mais baixo que o de lançamento. A diferença está em o que fazer com a bola após o lançamento completado, e é aí que o Santos é mais efetivo, como vem mostrando ao longo do torneio.

passes
Crédito: Felipe Torezim Silva

No quesito passes o Santos também leva vantagem. Ele apresenta um futebol mais bonito, com a bola no chão, principalmente no setor ofensivo. E também conta com Lucas Lima, o cérebro do meio campo santista que tem muita qualidade no passe. Podemos perceber que além de acertar mais passes, o Santos também erra menos que a equipe palmeirense.

cruzamentos
Crédito: Felipe Torezim Silva

Mais estatísticas parecidas, que também tem a ver com os jogadores que jogam pelo lado do campo, que além da velocidade tem também habilidade para trabalhar pelos lados e cruzar para a área. O Santos ter mais cruzamentos  no total é surpreendente, já que essa é a jogada mais forte do Palmeiras, muito trabalhada pelo seu treinador desde a época do Cruzeiro.

Finalizações
Crédito: Felipe Torezim Silva

As equipes estão muito parecidas também nesse quesito. Cada time com sua melhor jogada consegue chegar e finalizar bastante ao gol adversário, com números altos. Com cerca de 14 finalizações por partida, dão muito trabalho ao gol adversário.

gols
Crédito: Felipe Torezim Silva

Até a final de ontem os números de gols eram exatamente o mesmo. Santos e Palmeiras tem um grande número de finalizações, normal que façam bastante gols. Nas primeiras fases, quando os times pegam adversários sem expressão, também tendem a fazer muitos gols. A diferença poderia estar maior se não fosse Fernando Prass. Essa diferença mínima ainda mantém o título em aberto.

 

Editado por Vitor Domingues

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s