Erros de português podem prejudicar carreira

Por Keyla Cavalcante

A experiência de fazer uma boa redação não é dada apenas na hora de fazer o vestibular, ou no processo seletivo a uma vaga de emprego. Escrever bem é fundamental no dia a dia, inclusive no mercado de trabalho, em que escrever corretamente e dominar o português são essenciais na formação de um profissional, e tropeçar no português pode prejudicar um plano de carreira.

A dificuldade de encontrar candidatos que possuam domínio do português começa já na pré-seleção. O coordenador de RH de uma agência de emprego em Campinas, Fernando de Arruda, conta que os requisitos para uma vaga de emprego hoje vai muito além de diploma e recomendações. As empresas querem dos candidatos boa comunicação e principalmente o domínio da língua portuguesa. “As empresas estão mais exigentes. Em uma seleção de 15 candidatos, 6 são reprovados na primeira etapa por erros de português.

A linguagem usada na internet costuma ser abreviada e informal. Mas no e-mail de trabalho, por exemplo, isso mundo completamente de figura. Deve-se sempre lembrar que um e-mail corporativo também carrega a própria imagem do profissional.

A repórter Marina Matos entrevistou para o Espelho Urbano, a Orientadora de Carreira Rafaela Brissac. Ela explica a importância de escrever bem no mercado de trabalho.

A consultora de RH Carmen Dias, diz que uma empresa deve-se preocupar com a forma em que o funcionário se expressa. Carmen afirma ainda que a importância da comunicação escrita no mundo corporativo cresce a cada dia, já que muitas decisões são tomadas via e-mails.  Ela explica que o uso incorreto da língua traz prejuízos para a imagem da organização. “Quem lê algo escrito errado imagina que a empresa é descuidada com a sua comunicação, e descuida também ao permitir que alguém que escreva errado seja contratado”. Explica.

O professor de português Inácio Ferreira é especialista em qualidade de comunicação de empresas, e conta que o problema não está apenas nos erros de português, mas também na coerência do texto. “A pessoa ao escreve um e-mail, além de se atentar na ortografia, ela deve ser clara e objetiva”. Explica.

Inácio explica que é comum encontrar problemas de pontuação, acentuação, concordância gramatical e outros erros de português também nos textos institucionais. Ele ainda ressalta que escrever bem faz muita diferença na criação da reputação de empresa.

Confira os erros de português mais frequentes:

Crédito: Keyla Cavalcante
(Crédito: Keyla Cavalcante)

Editado por Paula Fonseca

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s