Fernando Aguzzoli lança livro em Campinas

Por Verônica Miranda

Na noite de ontem (22/09), foi lançado o livro “Quem eu? Uma avó. Um neto. Uma lição de vida”, publicado pela editora Belas Letras. A obra retrata a experiência de Vovó Nilva, diagnosticada com Alzheimer, e seu neto, Fernando, que trancou a faculdade e abandonou o emprego para ter mais tempo com a avó. Momentos de muita risada são os destaques do livro, mas que também promete emocionar.

Fernando Aguzzoli palestra no Shopping Iguatemi Campinas(Créditos: Verônica Miranda)
Fernando Aguzzoli palestra no Shopping Iguatemi Campinas (Crédito: Verônica Miranda)

 

Evento de lançamento do livro "Quem, eu? Uma Avó. Um Neto. Uma lição de vida." no Shopping Iguatemi Campinas. (Créditos: Verônica Miranda)
Evento de lançamento do livro “Quem, eu? Uma Avó. Um Neto. Uma lição de vida” no Shopping Iguatemi Campinas (Crédito: Verônica Miranda)

O lançamento aconteceu na livraria Saraiva do Shopping Iguatemi Campinas e contou com cerca de 30 pessoas. Os leitores e admiradores puderam bater um papo de em média 2 horas com o autor, Fernando Aguzzoli. A troca de experiência não foi só com Fernando, mas entre todos que participaram. Muitos se emocionaram, inclusive Natália Durigon Machado, de 25 anos, que levou a sua mãe Doraci Helena Durigon Machado, de 61 anos, que sofre de transtorno bipolar, o qual demorou 10 anos para ser diagnosticado. “Eu acho que não só vai fazer um bem para as pessoas que tem familiares com Alzheimer, mas com outras doenças também, vai ajudar elas a pelo menos refletir”, comentou Natália.

Natália Durigon Machado e sua mãe Doraci Helena Durigon Machado, foram ao evento ouvir e dividir experiências. (Créditos: Verônica Miranda)
Natália Durigon Machado e sua mãe Doraci Helena Durigon Machado foram ao evento ouvir e dividir experiências (Crédito: Verônica Miranda)

Fernando contou que o inicio do titulo do livro remete palavras ditas pela avó. Como a doença compromete a memória, dona Nilva sempre dizia “Quem eu?’’ e chegavam a brincar que até quando ela morresse escreveriam essa frase. “É como se minha avó estivesse aqui, é como se ela estivesse se multiplicando e chegando em lugares que ela sempre quis ir. Hoje significa meu luto, a minha vida ao  lado dela, é um legado que ela deixou pra mim e para as outras pessoas”, declarou Aguzzoli.

Fãs e admiradores ganham autógrafos. (Créditos: Verônica Miranda)
Fãs e admiradores ganham autógrafos (Crédito: Verônica Miranda)

Ao longo de palestras pelo país, o autor contou encontrar pessoas que relataram nunca mais cuidar das avós da mesma maneira, após conhecer a sua história. Para Fernando, se ele fez algo bom para alguém, isso significa multiplicar os ensinamentos de Vovó Nilva.

Editado por Ana Luiza Sesti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s