Índice classifica países no quesito segurança alimentar


Por Laura Mestres
Por Laura Mestres
Produção e acesso definem a segurança alimentar

Por Laura Mestres

O Economist Inteligence Unit realizou um estudo pioneiro sobre segurança alimentar, o Global Food Security Index. O índice classificou 105 países quanto à segurança alimentar da população, baseando-se em 25 indicadores relacionados a preço, acessibilidade, qualidade e valor nutricional dos alimentos.

Dimas Gonçalves, economista e secretário municipal da assistência social de Campinas, explica que “quando falamos em segurança alimentar, estamos falando em acesso à alimentação básica”.
O levantamento permitiu identificar os principais desafios e vulnerabilidades de cada país em relação a esta questão, se tornando uma ferramenta que pode ser amplamente utilizada no meio acadêmico. Para Dimas, além de dar suporte a pesquisas em diversas faculdades, como Engenharia de Alimentos, Economia e Gestão Pública, o estudo global pode desencadear um levantamento deste tipo no Brasil e até em Campinas.

Apesar de ser a 6ª maior economia do mundo e um dos líderes na produção alimentar, o Brasil ocupou uma posição intermediária no índice: alcançou pontuação 67,6 numa escala de zero a 100, colocando-se  na 31ª primeira posição, sendo o 3º da América Latina.

De acordo com o índice, os pontos fortes do país estão relacionados ao compromisso com padrões nutricionais e programas sociais para segurança alimentar.

Por outro lado, o país apresentou baixa pontuação nos quesitos estrutura agropecuária e PIB per capita. O que significa que as deficiências na estrutura portuária e rodoviária e a falta de capacidade de armazenamento da produção resultam no aumento de custo e na dificuldade de acesso a alimentos por parte da população.

“O grande problema da produção alimentar no Brasil é a logística. Hoje perdemos em média de 17% a 25% da produção por problemas de logística.” Afirma o economista.

O Global Food Security Index contará com atualizações trimestrais de câmbio e cotações de produtos, além disso, está prevista uma revisão mais abrangente a cada dois anos.

Editado por Stephanie dos Santos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s