Projeto Viva Betel pode chegar ao fim em setembro por falta de recursos financeiros

Por Isabella Robaina

O Projeto Viva Betel atende 80 crianças nos bairros Betel e Alvorada Parque, na cidade de Paulínia, mas devido a falta de verba para a manutenção do local, eles estão ameaçados de encerrarem as atividades no dia 30 de setembro, último dia para renovarem o pagamento do aluguel. Entre os recursos que precisam acertar, estão aluguel do espaço onde as aulas são realizadas, salário dos quatro professores,  materiais utilizados para os cursos, entre outros gastos mensais.

A iniciativa existe desde 2005 e proporciona aulas diárias de jazz, karatê, violão e violino para que, dessa forma, o dia das crianças seja totalmente ocupado com atividades e isso ajude a mantê-las afastadas da violência e das drogas. Atualmente, a instituição tem um gasto mensal mínimo de R$ 11.000, 00. Mas de acordo com a coordenadora do Projeto, Sueli Manfrim, seria necessária uma verba de R$ 16.000,00 para que fosse mantida a qualidade das aulas e dos materiais.

Último campeonato interno de karatê realizado no Projeto Viva Betel (Crédito: Isabella Robaina)

A empresa Galvani, que fica instalada no bairro Betel, é a única parceira da entidade desde 2007. Mas Sueli afirma que a Galvani vendeu as ações para outra empresa de fertilizantes e que, por isso, o apoio ao Projeto seria encerrado e, dessa forma, não haverá como manter as atividades. Entretanto, segundo a assessoria de imprensa da Galvani, ainda não há nenhuma decisão sobre o assunto, pois não receberam a proposta de renovação por parte dos responsáveis da instituição e, ainda segundo a assessoria, há uma preocupação por parte da empresa sobre o fim do Projeto.

De acordo com informações da coordenadora da entidade Viva Betel, no fim do ano de 2013 foi liberada uma verba estadual de R$ 28.000,00 para ajudar os projetos sociais da cidade, mas até o momento esse dinheiro não foi distribuído entre nenhuma das instituições. (Confira aqui a resposta da Secretaria Municipal de Promoção e Desenvolvimento Social de Paulínia).

O Conselho da Criança e do Adolescente de Paulínia realiza a captação de recursos junto a empresas e, conforme informações da secretária de Promoção e Desenvolvimento Social de Paulínia, Clélia Sandra de Albuquerque Moraes, o Projeto Viva Betel já foi contemplado com esses recursos em anos anteriores.

“A entidade possui registro no Conselho da Criança e do Adolescente, estando apta a apresentar projetos para captação de recursos”, afirma Clélia Moraes sobre a instituição. Além disso, a secretária informou que o Conselho da Criança e do Adolescente ainda este ano, de outubro a dezembro, estará fazendo campanha para captação de novos recursos junto às empresas para investir em projetos sociais do município.

Confira o vídeo do último campeonato interno de karatê do Projeto Viva Betel:

 

Editado por Vanessa Dias

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s