Apenas 30% dos profissionais seguem carreira que sonhavam na infância

Por Natália Beraldi

Um levantamento feito pelo site LinkedIn, rede social voltada para o mercado de trabalho, publicado nesta segunda-feira (19), ouviu mais de oito mil usuários em 17 países e mostrou quais eram as profissões dos sonhos de infância da rede. As carreiras tradicionais foram as mais citadas pelos brasileiros.

A pesquisa aponta que 30% dos profissionais pesquisados e um em cada três usuários ao redor do mundo afirmaram que trabalham atualmente na profissão sonhada ou seguem uma carreira relacionada, e 43% alegaram que com o passar dos anos se interessaram por uma carreira diferente, sendo essa a principal razão para trabalharem em outra área.

Atualmente, o LinkedIn conta com mais de 187 milhões de usuários globalmente e mais de 10 milhões no Brasil. Desses, mais de 49 mil  são arquitetos,  34 mil estilistas de moda e 31 mil são CEOs (Chief executive officer). Há também profissionais de ramos diferentes como 15 arqueólogos, mais de 90 joalheiros e mais de 600 especialistas em vinho e cerveja.

A pesquisa também revelou que mais de 70% dos profissionais consideram que a característica mais importante da profissão dos sonhos é ter prazer no seu trabalho, 8% relaciona a ajudar os outros, e 6% considera ter um bom salário.

 

Editado por Jéssica Kruck.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s