Brasil sobe 20 posições em ranking de desigualdade de gênero

Por Mariana Felix

O Brasil subiu 20 posições no ranking global de desigualdades de gênero, elaborado anualmente pelo Fórum Econômico Mundial (WEF), saindo da 82ª posição e pulando para a 62ª, num ranking com 135 países. Esse fato se dá pelo avanço na educação para mulheres e na maior presença feminina em cargos políticos.

O ranking é elaborado desde 2006 e conta com uma pontuação baseada nos critérios de participação e oportunidade na economia, acesso à educação, saúde e sobrevivência e participação na política. Nos itens relativos à saúde e educação, o Brasil recebeu a maior pontuação, na participação econômica e política a pontuação foi inferior. O fato de o país ter uma mulher na presidência contou positivamente na pontuação do Brasil.

O país com menor desigualdade de gêneros, segundo o ranking é a Islândia, em segundo lugar a Finlândia, em seguida Noruega, Suécia e Irlanda. Já os países com mais desigualdade são o Iêmen, Paquistão, Chade, Síria e Arábia Saudita. Entre as nações desenvolvidas, a Coreia do Sul tem a maior diferença (108ª posição), e o Japão aparece na 101ª.

Ranking desenvolvido pelo Fórum Econômico Mundial (WEF) avalia a desigualdade de gêneros em 135 países desde 2006.

Editado por Fernanda Renaté

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s