Tradição Italiana: como os gestos passaram de geração à geração

Por Isabela Ariolli

Existem aproximadamente 25 milhões de descendentes italianos vivendo no Brasil, e se você não faz parte desse número, muito provavelmente já conviveu com alguém que faz. E assim como seus ancestrais, de forma natural e espontânea, essa parcela da população se comunica em alto tom e faz uso de gestos para se expressar. Essa é uma característica tão normal que por vezes passa despercebida.

Mas, e se pararmos para pensar: Por quê os italianos se comunicam inteiramente por gestos?

São muitas as teorias e explicações para este acontecimento, mas a realidade é que de fato nenhuma nunca foi comprovada. Muitos dizem que a comunicação por gestos começou durante os séculos que a Itália sofreu ocupação estrangeira e assim se comunicavam por gestos para que os invasores não entendessem. Outra teoria é que havia uma competição entre os comunicadores e que a voz alta e os gestos eram aparatos para chamar atenção e marcar o seu território.

No entanto, a teoria que mais se aproxima do que os cientistas acreditam ser a verdade, não é nenhuma das anteriores. Os cientistas e estudiosos da área dizem que por a Itália ter sido rota de vários navios durante a idade média, o país reunia povos de várias línguas e dialetos, e que para que todos conseguissem se comunicar, as pessoas passaram a adotar o uso de gestos e também aumentar o tom de voz para ser melhor compreendidos. Assim, esse costume permaneceu durante os séculos.

Foto-4
Foto por Isabela Ariolli
Segundo a professora de Psicologia da Universidade Tre de Roma, Isabella Poggi, um dos motivos dessa característica permanecer tão forte até os dias de hoje é pelo fato de que durante os séculos a linguagem evoluiu, mas os gestos permaneceram, pois estes mudam menos que as palavras. A professora, que é especialista no assunto, identificou cerca de 250 gestos que os italianos usam em conversas diárias e de acordo com Isabella, essa tradição é uma rebelião contra o poder, uma forma de readquirir dignidade própria.

Todas essas afirmações foram comprovadas no minuto em que conversei com Francesco Berardinelli, 76, jornalista, italiano e completamente apaixonado pela cultura de seu país. Segundo ele, falar com o corpo é como uma arte aprendida no nascimento, as semióticas fazem com que os italianos se tornem um povo único e de essência especial. Essa comunicação em sua totalidade, transforma o relacionamento entre as pessoas, os tornando mais ricos, simbólicos e emblemáticos.

Foto-3Ainda segundo o jornalista, os italianos são ensinados desde o nascimento a se comunicarem. Isso acontece porque as mães são as maiores comunicadoras das famílias tradicionais. Assim, os filhos seguem os costumes e os passam de geração a geração. É uma língua própria, com seu próprio vocabulário complexo. Nem tudo pode ser falado…

Mas toda essa paixão na fala e na comunicação, pode não ser tão atrativo para os olhos estrangeiros. Foi assim com Stephany Berardinelle, neta do italiano que morou com o avô durante 8 meses na cidade de Verona. Segundo a jornalista, as conversas podem ser muito assustadoras mantendo um tom tão alto que passa-se a ideia de uma briga.

Um detalhe interessante é que os italianos ficam extremamente ofendidos se os pedem para falar mais baixo. De certa forma eles sentem que estão tentando tirar uma parte deles, pois vêem a linguagem como uma essência de sua nacionalidade, então falar mais baixo significa um sinal de regressão do que eles realmente são.

No vídeo abaixo Stephany conta um pouco mais sobre como foi a experiência de viver todo esse tempo cercada por essa característica da comunicação italiana.

“A minha comunicação se baseia na essência do meu país. Eu uso gestos em situações onde preciso difundir uma ideia daquilo que penso, natural e sincero. Nós italianos somos de uma cultura pura e nossa alma transborda originalidade. Às vezes penso que é completamente impossível por qualquer momento, me comunicar de modo forte e claro, sem utilizar toda minha alma e corpo.”

Francesco Berardinelli

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s