Ferramentas alternativas: soluções para o cotidiano estressante dos jovens

Por Mathias Sallit

A vida de um jovem universitário pode ser muito agradável e enérgica. É a fase, cujo sonho de uma profissão, é iniciado. Época de enorme aprendizado, amizades que durarão para o resto da vida, festas, bares, o primeiro passo em direção à independência e anos inesquecíveis. Mas, junto a esse sonho, nasce uma pressão que os jovens não estavam acostumados a viver até então.

O começo, com o estresse do vestibular, já indica uma futura mudança radical. Após esse obstáculo superado, surgem novos desafios na caminhada universitária. A necessidade de sair do conforto de casa, prazos curtos para entregas de trabalhos, apresentações em público, as primeiras entrevistas de emprego, as primeiras contas a pagar e, em alguns casos, a primeira experiência de morar sozinho. Enfim, um novo mundo com seus encantos, porém com diversas dificuldades.

As pessoas buscam métodos para melhorar a  qualidade de vida há anos. Entretanto, algumas ferramentas para aliviar o estresse não são comuns entre os jovens do ocidente e o uso de alternativas para um dia-a-dia mais agradável e produtivo vem aos poucos ganhando espaço.

A prática mais popular para aliviar o estresse é 0 Yoga. Uma filosofia prática desenvolvida por sábios indianos há mais de cinco mil anos. O exercício possui oito passos incluindo normas éticas, posturas psicofísicas, meditação e a iluminação, que é o passo final.

A sua prática pode trazer inúmeros benefícios. Muitos deles essenciais para uma vida de maior qualidade para os universitários, como afirma Luciana Amorim, instrutora da Arte de Viver, organização fundada em 1981 que oferece métodos de eliminação de estresse, como técnicas de meditação e Yoga.

“Nossa mente em geral é um turbilhão de pensamentos, hoje em dia, nessa era das distrações, que é informação chegando o tempo todo, é mais difícil ainda a gente ter foco e se concentrar. Mente calma produz mais. Os benefícios estimulam a continuar”.

Clarisse Ponte e Luciana Amorim, voluntária e instrutora do Arte de Viver, durante aula do curso “Happiness” em Campinas
Clarisse Ponte e Luciana Amorim, voluntária e instrutora do Arte de Viver, durante aula do curso “Happiness” em Campinas (Foto por Mathias Sallit)

O praticante de Yoga pode ter vantagens como o autoconhecimento, melhoria na respiração, concentração e foco, melhor capacidade de aprendizagem, paciência, menos ansiedade e bom funcionamento dos órgãos. Tudo isso facilita para que os estudantes consigam conciliar a rotina da faculdade com o emprego.

É o caso de Victor Oliveira, que estudou Engenharia de Computação na Unicamp e foi beneficiado pela meditação. Ele meditava desde os 12 anos, mas foi obrigado a parar por um tempo e voltou a praticar durante a graduação. “No primeiro ano tive vários problemas com a faculdade, principalmente por notas muito baixas, algo que não estava acostumado no colégio. Nas férias passei algumas vezes numa psicóloga na minha cidade natal, e ela me passou alguns exercícios que me lembraram bastante a meditação. Então voltei a praticar”. Nos dois últimos anos do curso, Victor começou a trabalhar.

“Hoje consigo ver que a meditação me ajudou muito nesses dois anos finais, já que me dava o descanso que eu não tinha, pois não conseguia dormir 8h por dia com tantos trabalhos pra entregar e provas para estudar, além do trabalho e horas extras. Neste estágio, passei a guiar práticas de meditação diárias para a equipe.”

Após a faculdade, o ex estudante percebeu o quanto a prática foi positiva para o decorrer de sua vida. “Me surpreendi muito quando familiares apontaram diferenças em mim, de como eu era mais nervoso antes, algo que eu mesmo não tinha notado”, lembrou Victor.

Segundo Luciana, cada vez mais pessoas entre 18 e 25 anos começam a buscar as práticas da Arte de Viver por diversos motivos, como estresse, depressão, insônia e indisposição. A busca de ferramentas alternativas e mais saudáveis ainda gera um preconceito em parte dos jovens. Para a instrutora, “a melhor forma de quebrar o preconceito é experimentar. Se permitir e aprofundar, seguir praticando, aplicar na rotina por um tempo e perceber os benefícios.”

Iniciando as atividades

Existem muitos conteúdos onlines auxiliando a prática dos métodos alternativos, mas a instrutora aconselha aulas para se aprofundar no assunto. Em casa, ela recomenda pesquisar técnicas de respiração e meditação guiada, buscar alternativas na internet e  praticar de 15 a 20 minutos por dia. A Arte de Viver disponibiliza cursos introdutórios e avançados que dão técnicas para serem usadas a vida toda.

O aplicativo Sattva, disponível para todos os sistemas de dispositivos móveis, auxilia a meditação em casa, com o slogan “o seu companheiro de meditação”. Ele possui um timer, meditações guiadas, músicas relaxantes e mantras para ajudarem no exercício.

Tempo é energia

Luciana diz que a busca pela “paz interior”, calma e o fim do estresse deve ser levado como uma prioridade para que tenha um efeito que transforme a vida das pessoas. “As pessoas devem realmente se preocupar em se cuidar. A gente busca tanta coisa mas nem sempre coloca nossa energia nessa direção. É preciso tirar um tempo para fazer isso. As pessoas acham que vão perder meia hora do dia quando na verdade elas vão ganhar para otimizar o resto do seu tempo e deixá-lo mais produtivo.”

Holística: vida positiva e com qualidade

Menos popular que o Yoga, a holística se relaciona com tudo o que há de positivo no universo. Wilmer Adames, ex estudante de Comex na PUC – Campinas e agora estudante da Universidade Holística do Brasil e professor de línguas, sempre se interessou por mística. Na holística, encontrou um meio para manter sua vida mais tranquila, longe de preocupações que não eram necessárias. “Procuro aplicar muito o que aprendo e hoje tenho uma vida mais saudável. Sempre dei meu máximo em tudo, mas agora vejo que não era o máximo, descobri que posso ser bem melhor sempre”, disse o professor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s