Campanha prevê a inserção de legenda em filmes nacionais

legenda
Foto: Divulgação

Por Éder de Oliveira

Em 2004, Marcelo de Carvalho Pedrosa, deficiente auditivo, lançou a campanha ‘Legenda para quem não ouve, mas se emociona’, que prevê a inserção de legenda em filmes nacionais, para que todos tenham acesso às salas de cinema. Sua luta chegou ao Senado e o Projeto de Lei nº 1122 de 2011, de autoria do Senador Antônio Carlos Valadares, torna obrigatória a adoção de legenda em filmes nacionais e em exibições de peças teatrais.

Letícia Navero, uma das integrantes da iniciativa, mostra números muito abaixo do esperado na cidade de Campinas. “Temos oito cinemas e apenas dois deles (Kinoplex e Cinemark) possuem opções de salas com filmes legendados, porém quando é um filme nacional os surdos “ficam de fora”, não existe o recurso de legendas , a campanha na nossa região é bem defasada, poderiam melhorar isso, principalmente, nos cinemas de Campinas”, explica.

Após doze anos de luta, também houveram avanços e em alguns teatros, a acessibilidade já é uma realidade, como os interpretes de libras e tablets com legendas de peças teatrais. Segundo Letícia, “poucos aderiram os recursos para os deficientes auditivos e a comunidade Surda (usuários de Libras)”. E só após a criação da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPD), alguns eventos como teatros, conferências e atividades culturais da Prefeitura Municipal começaram a dispor de intérpretes de Libras.

Outra inovação foi o aplicativo MovieReading, lançado no Brasil pela Iguale, que permite inserir recursos de acessibilidade em filmes como o recente ‘Mulheres no Poder’, como explica Mauricio Santana, diretor da Iguale, “o download do aplicativo é gratuito para IOS e Android. Depois de instalado no celular ou tablet é só o usuário baixar o arquivo referente ao recurso que necessitar para assistir ao filme em tempo real ao exibido na tela do cinema”.

Diversos famosos já aderiram à campanha, como por exemplo Matheus Nachtergaele, Selton Mello, Camila Pitanga, Letícia Spiller, dentre outros. A campanha conseguiu mais de 8500 curtidas em sua página no Facebook e conta com um abaixo-assinado com mais de 20 mil assinaturas online.

new-piktochart

Assista ao vídeo em que a Comissão aprovou o projeto que determina que filmes nacionais tenham legendas e audiodescrição:

Editado por: Carolina Orssolan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s