Oficina audiovisual é realizada no segundo dia da Jornada de Jornalismo

Por Rodrigo Ferrari

No segundo dia da jornada de jornalismo 2016, foi realizado uma oficina de audiovisual com foco em convergência de mídia com o jornalista da Futura, José Brito. O evento foi realizado na sala 1 da informática da Puc- Campinas entre as 14h ás 17h. A oficina começou com o diretor do curso de jornalismo Lindolfo Alexandre de Souza agradecendo a parceria da TV Futura com a universidade.

José comentou sobre a importância da oficina audiovisual para os alunos da universidade da PUC Campinas: ”Esse momento que a gente tá vivendo aqui hoje é muito saudável, sou professor de jornalismo que cada vez menos consume informação de uma maneira só, só pelo rádio , só pela TV, pela internet e isso é muito desafiador. Então o tipo de ambiente que a gente tá vivendo hoje na jornada de jornalismo com vocês, com os alunos da PUC Campinas é muito motivador para a gente tentar entender as tendencias de profissão da informação da era moderna”

20160601_153224.jpg
Conversa do professor Lindolfo de Souza com José Brito antes do início da oficina. ( Foto: Rodrigo Ferrari)

O canal Futura

José Brito deu inicio ao workshop perguntando aos alunos presentes se eles conheciam o Canal Futura e o que cada um tinha a dizer. Depois disso, José passou um vídeo mostrando depoimentos dos financiadores que produzem o canal, que são oito no total:  Sistema Fiesp, Votorantim, SEBRAE, Rede Globo, CNI, Itaú social, Sistema Fecomércio RJ, fundação Bradesco, Sistema firjam.

Segundo o jornalista, o publico do canal futura esta na faixa dos 16 aos 40 anos , que tem o costume de assistir TV, mas que também está na rede. O canal alcança aproximadamente de 93 á 94 milhões de pessoas.  Como o objetivo de promover os direitos humanos e a cidadania, sempre promovendo debates ao telespectador.

20160601_154242.jpg
Exibição do vídeo institucional do canal Futura aos alunos presentes (Foto: Rodrigo Ferrari)

Atividade do workshop

Logo depois, José perguntou quantos tinham redes sociais, entre elas: Facebook, twitter, instagram, snapchat, entre outras. E houve uma discussão na sala sobre temas recentes como o estupro coletivo ocorrido no Rio de Janeiro, os ministros e os áudio vazados da operação lava jato, o menino que caiu na jaula do gorila, no zoológico de Cincinnati, nos Estados Unidos, a tragédia de Mariana,  entre outros. ‘’Tudo isso é um fenômeno nas redes sociais, pois estamos falando de vida e direitos humanos’’, comenta o jornalista.

20160601_162406.jpg
Aluna produzindo uma imagem para divulgação na atividade da oficina ( Foto: Rodrigo Ferrari)

Houve uma divisão na sala, em grupos, para uma atividade de uma produção convergente, onde o aluno deveria criar um ‘’card’’ que seria divulgado nas redes sociais e também a criação de uma hashtag. José brito disse como funciona quando a rede social do canal futura resolve se pronunciar diante de algum tema que está na mídia.  ‘’Fazer na instituição é diferente de um perfil pessoal, uma instituição se pronunciar é diferente, mas há momentos como esse que pensamos o futura precisa se manifestar com os direitos humanos’’

 

Um exemplo foi durante o ano de 2006, quando o Brasil parou para assistir a copa do mundo que acontecia na Alemanha. No Brasil houve uma ameaça do PCC com a proibição da saída dos detentos, depois houve uma chacina que matou cerca de 450 pessoas. O canal futura produziu o documentário ”Não saia hoje”, um produto que estimulou a politica publica na época.

Imagens produzidas:

Cj5KTeQWYAQVj0L.jpg
O grupo 2, criou um slogan e uma hashtag para a tragédia de Mariana ( Foto: José Brito)
Cj5LaB2WUAA_lIW.jpg
O grupo 4 criou um slogan e uma hashtag para o tema ”cultura do estupro” que está sendo divulgadas nas redes sociais ( Foto: José Brito)

 

Cj5K6fZWgAI2dnm.jpg
O grupo número 3 optou pela imagem do gorila que foi sacrificado depois que uma criança caiu em sua jaula no zoológico de Cincinnati nos EUA ( Foto José Brito)
Cj5Ch6QWgAMCFRr.jpg
Alunos que participaram da oficina de convergência da mídia na jornada do jornalismo 2016 ( Foto: José Brito)

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s