Festa do Peão de Americana comemora 30 anos de história

Por Bianca Massafera e Carolina Orssolan

img_3013fotoperigo
Foto aérea do local onde ocorre a Festa do Peão (Créditos: Divulgação)

Com uma estrutura moderna e campeonatos esportivos extremamente concorridos, o rodeio da Festa do Peão de Americana, realizado a pouco mais de 100 km da capital paulista, é considerado o evento mais importante que abre o circuito das grandes festas desse segmento no Brasil e, neste ano, comemora sua 30ª edição entre os dias 10 e 19 de junho.

A Festa, que começou em 1987 com um público pouco superior a 25 mil pessoas, hoje atrai multidão superior a 400 mil e ganha destaque, principalmente, pelas inovações tecnológicas e infraestrutura necessária para receber, com o máximo de segurança e conforto, turistas de todo o país. Praça de alimentação, estacionamento, banheiros, camarotes luxuosos e sofisticados, área VIP, arquibancada, shows da atualidade, atrações infantis, montaria em touro e três tambores são algumas das principais atrações do evento.

desfile_cavaleiros_2
Desfile de Cavaleiros ocorre no domingo (5), a partir das 10h (Créditos: Divulgação)

Considerada a segunda maior Festa do Peão do país, ficando atrás apenas da Festa do Peão de Barretos, também no interior de São Paulo, a Festa do Peão de Americana foi fundada pelo seu atual presidente, Beto Lahr, a partir de uma parceria entre o CCA – Clube dos Cavaleiros de Americana e Zé do Prato, o maior locutor de rodeios do Brasil. A ideia da festa surgiu durante uma romaria à Bom Jesus de Pirapora e o primeiro rodeio de Americana aconteceu no recinto da Fidam – Feira Industrial de Americana – no coração da cidade. “Sempre acreditei no potencial da Festa de Americana e a união trouxe fôlego para que as inovações acontecessem no momento certo. Se hoje, Americana é referência em lazer e entretenimento, boa parte deve-se à Festa de Americana”, comemora o vice presidente do CCA, José Luiz Meneghel.

O berranteiro oficial da Festa do Peão de Americana, há 15 anos, Odair José Felício ou “Odairzinho”, como é conhecido, comemora a 30ª edição da festa e promete uma apresentação inesquecível. “Neste ano comemoramos as três décadas da Festa de Peão mais linda do país e, para mim, é um privilégio fazer parte de tudo isso. Para quem gosta do som do berrante, prometo dar um show na arena todas as noites”, encerra.

No dia 10 de junho, sexta-feira, sobem ao palco Edson e Hudson, Fiduma e Jeca e Henrique e Diego. No sábado, 11, é a vez de Henrique e Juliano e Zé Neto e Cristiano. Pedro Paulo e Alex e Jads e Jadson fazem show no domingo, 12, encerrando a primeira semana.
No dia 17, os shows ficam por conta de Wesley Safadão e o espetáculo Cabaré, interpretado por Eduardo Costa e Leonardo. Jorge e Mateus e Matheus e Kauan se apresentam no sábado, 18. E para fechar o último dia de rodeio, 19, Luan Santana.

pe-meneghel-vice-presidente-e-beto-lahr-presidente-do-cca
À direita o presidente do Clube dos Cavaleiros de Americana, Beto Lahr (Créditos: Divulgação)

O esporte rodeio vem se desenvolvendo de forma surpreendente no território brasileiro e, mais especificamente, no Estado de São Paulo, merecendo atenção no âmbito esportivo e cultural. Sendo assim, na arena a disputa ficará acirrada entre os esportistas em mais uma etapa do Campeonato da Professional Bull Riders (PBR), onde o competidor deve permanecer oito segundos em cima do touro para ser avaliado, a cronometragem começa quando o touro passar pelos portões do brete. Para a nota, o juiz avalia individualmente o competidor e o touro, as notas são dadas de acordo com o grau de controle e dificuldade apresentado pelo touro.

Outra atração é a competição três tambores, um dos momentos de velocidade mais aguardados da competição. Os competidores podem escolher o lado para começar o percurso, tanto direito como esquerdo do 1º tambor, contorná-lo e ir para o próximo tambor e completando o percurso depois de fazer o circulo em volta do 3º tambor. É uma prova de precisão ao cronômetro, o vencedor será o que fizer o percurso em menor tempo.

Bianca Massafera
Ingrid Stella frequenta a Festa do Peão de Americana todos os anos (Crédito: Bianca Massafera)

A estudante Ingrid Stella, de 21 anos, conta que já está se preparando para os dias de festa. Ela explica que frequenta o evento todos os anos, principalmente por conta das atrações musicais, mas que as montarias são, sem dúvida, outro motivo pelo qual ela vai. “Eu adoro o clima de festa do peão! As pessoas têm a mesma sintonia, vão para curtir a música sertaneja e atrações típicas do interior. Fico muito ansiosa, todos os anos, por essa época”, comenta.

Renato Pereira dos Santos, de 33 anos, também frequenta a festa todos os anos, desde os 15 anos de idade, e aprecia todas as atrações.

Para as crianças, o Parque do Peãozinho já está sendo idealizado com montarias em carneiro, touro mecânico e exposição de animais exóticos, para que os pequenos possam conhecer como é a vida no campo.

Desfile de Cavaleiros

No próximo dia 5, Americana e seus mais de 215 mil habitantes darão o pontapé inicial das festividades com o tradicional Desfile de Cavaleiros, quando a organização espera reunir mais de seis mil participantes pelas principais ruas de Americana com seus cavalos, bois, charretes e troles de vários municípios. É o maior desfile a cavalo do Estado de São Paulo e a Prefeitura de Americana estima que mais 40 mil pessoas se aglomeram pelas ruas da cidade para assistir a cavalgada.

desfile_cavaleiros_2
Desfile de Cavaleiros ocorre no domingo (5), a partir das 10h (Créditos: Divulgação)

Num percurso de sete quilômetros o desfile foi conquistando cada vez mais adeptos e hoje chegam comitivas e grupos de cavalgadas de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais, Goiás e de muitas cidades do interior paulista. Desde cavaleiros solitários até grupos uniformizados, o desfile reúne famílias com destaque para o grande número de crianças.

Ao longo dos anos, o evento mantém firme sua tradição, apoiada na raiz cultural da região, mas acolheu a inovação dos trios elétricos. “A princípio era apenas um trio com um locutor oficial do desfile e uma dupla sertaneja. Hoje a gente precisa até dizer ‘não’ a muitos que se oferecem, já não podemos esquecer que se trata de um Desfile de Cavaleiros”, comenta o presidente do Clube dos Cavaleiros de Americana, Beto Lahr, fundador da Festa do Peão e da tradição do desfile.

Beto explica que as fachadas das casas pelo percurso também se preparam para receber os cavaleiros. “Muitos moradores decoram as residências com flores, selas, objetos da roça, uma forma de prestigiar e mostrar o carinho que a cidade tem pelo evento”, finaliza.

Infográfico Festa do Peão

 

Editado por Amanda Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s