Jovens são encaminhados à vida adulta com ajuda de entidades acolhedoras

Por Mateus Souza e Rodrigo Ferrari

O denominado serviço de acolhimento consiste no trabalho de instituições que determinam o estabelecimento de assistência social, medicinal e educacional à crianças e adolescentes que se encontrem em situação de abandono e risco. No caso de jovens que estão próximos de completar ou já completaram 18 anos de idade (maioridade no Brasil), mas não tem local e nem família para estruturarem o próprio futuro, as entidades acolhedoras oferecem estrutura mínima e trabalho de profissionais especializados para buscar encaminha-los na vida.

O encaminhamento de um jovem adolescente para uma instituição de acolhimento, ou para uma família acolhedora, é um recurso utilizado em último caso, diante da ameaça que o mesmo tem à sua integridade física ou psíquica, por algum entre diversos motivos.

Bons exemplos são aqueles jovens que possuem relação familiar muito complicada, os que entram para o mundo do uso de drogas, entre outros. Ou seja, o serviço de acolhimento é destinado aos jovens que romperam seus vínculos familiares.

A entidade que pratica o serviço de acolhimento deve prezar o bem-estar das pessoas que fazem parte do quadro de acolhidos, a fim de estes se sintam protegidos, estejam saudáveis e tenham mínimas condições para desenvolvimento social.

Além disso, as entidades buscam preparar o jovem que teve infância e adolescência complicada a entrarem na vida adulta, seja para buscarem uma vaga na universidade ou em um emprego fixo.

Perfil das entidades

Nos infográficos abaixo, você confere os diferentes perfis de regras de entidades acolhedoras pelas diversas regiões do Brasil:

Região Norte
Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari
Região Nordeste
Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari
Região Centro-Oeste
Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari
Região Sudeste
Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari
Região Sul
Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari

Para a prática de acolhimento institucional, segundo normas do Estatuto da Criança e do Adolescente, as entidades devem ser localizadas em áreas residenciais, buscando aproximação da realidade das origens das crianças e adolescentes que são acolhidas, tanto no ponto de vista geográfico, quanto no ponto de vista socioeconômico.

 

População jovem que reside em Campinas

População jovem de Campinas
Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari

O acolhimento na cidade de Campinas

Segundo dados oficiais, coletados pela Prefeitura Municipal de Campinas, a cidade possui total de 30 entidades que oferecem diversos tipos de serviço de acolhimento. A particularidade está no projeto de repúblicas (masculina e feminina), mantidas pelo Instituto Padre Haroldo em parceria com a Prefeitura Municipal de Campinas, que oferece seis vagas para cada uma delas e atende exclusivamente jovens que completaram 18 anos. Confira a tabela:

Tipos das entidades acolhedoras
Informações fornecidas pela Prefeitura Municipal de Campinas (Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari)

Em uma sociedade tão vasta e plural como é a brasileira e consequentemente a campineira, no cotidiano existem diversas questões que servem de fatores para algumas desordens sociais. No ponto de vista dos jovens que necessitam de abrigos, diversos motivos para tal fato foram constatados:

Motivo dos acolhimentos
Informações fornecidas pela Prefeitura Municipal de Campinas (Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari)
Motivo do desligamento familiar
Informações fornecidas pela Prefeitura Municipal de Campinas (Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari)

Pelo fato de Campinas ser uma cidade considerada metrópole – a 14ª maior cidade do Brasil -, muitas famílias e pessoas de fora vêm trabalhar e viver na região. Com isso, as entidades de acolhimento não recebem pessoas apenas da própria cidade, mas também de outros locais, como se observa neste infográfico:

De onde os jovens vêm
Crédito: Mateus Souza e Rodrigo Ferrari

Editada por Natália Villagelin & Harold Ruiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s