Descarte irregular de celular prejudica saúde e ambiente

Por Victor Hugo Buzatto

O descarte irregular de celulares- do lixo eletrônico, em geral- pode trazer diversos problemas ambientais e causar doenças como alguns tipos de câncer. Mesmo com as recentes quedas no número de vendas, o Brasil ainda possui, em média, mais de um celular por habitante.

O Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente), resolução nº 237/1997, não permite o descarte de pilhas e baterias em lixo comum. A única solução seria encaminhar o lixo eletrônico para processos de reciclagem. A Lei de Política Nacional de Resíduos Sólidos 12305/10 define que é responsabilidade dos fabricantes e vendedores a coleta e destinação de resíduos tecnológicos, como celulares. Isso é chamado de logística reversa, na qual os geradores do material têm obrigação de coletar e reciclar, ou então destinar para aterros sanitários, caso o material não seja reciclável.

Todas as fabricantes que possuem representação no Brasil têm programas de recolhimento de aparelhos celulares para reciclagem e, geralmente, nas lojas das operadoras de telefonia móvel é possível deixar o aparelho velho, para que este seja encaminhado às empresas responsáveis pelo processo de reciclagem.

Contaminação

Pela legislação brasileira, impacto ambiental é definido por uma atividade que cause uma alteração em algum recurso natural como água, solo e ar, e essa alteração pode ser simples, ou grande. Esses impactos também podem causar problema para a saúde humana.

O processo de reciclagem das baterias é caro e poucas empresas são especializadas nesse trabalho. O custo gira em torno de 1.200 reais por tonelada de reciclagem de baterias. O Brasil ainda utiliza baterias importadas e de diversos matérias diferentes, por isso também é preciso um cuidado maior no momento do descarte.

O professor de meio ambiente do Senac e gestor ambiental, Daniel Xavier, explica os riscos de contaminação do solo e água devido aos metais presentes no celular e afirma que é possível recuperar determinadas áreas, porém, que esse processo é custoso.

 

O professor Daniel Xavier também alerta para os riscos na saúde do ser humano que esses metais podem originar.

 

O mestre em ciência ambiental pela PROCAM/USP, Renato Pasqual, também alerta para os riscos de grave poluição à fauna e flora que o descarte de celulares em lixo comum pode acarretar, pois os metais pesados são biocomulativos, ou seja, eles permanecem na cadeia alimentar e o ser humano, ao consumir, sofrerá com a contaminação que irá se acumular em seu corpo. “Os metais pesados, quando descartados em lixões, liberam substâncias no solo, depois nos lençóis freáticos, que por consequência contamina os vegetais irrigados com essa água, ou animais que a bebam, ou se alimentem de animais contaminados”.

infográfico metais pesados
Crédito: Victor Hugo Buzatto

 

Ecopontos em Campinas

No município de Campinas existem locais onde a população pode levar o lixo eletrônico, como baterias e pilhas, além de materiais recicláveis, resíduo civil (entulho, madeira), resíduo especial (lâmpadas, óleo comestível, pneus), resíduos de poda e jardinagem e objetos inservíveis, como sofás, armários, móveis, entre outros:

  • Jardim São Gabriel
    Rua José Martins Lourenço esquina com Rua Assis Chateaubriand
    Segunda a Sábado das 7h às 15h20
  • Vila União
    Rua Manuel Gomes Ferreira
    Segunda a Domingo das 7h às 15h20
  • Jardim Eulina
    Avenida Marechal Rondon esquina com a Rua José Manuel Veiga
    Segunda a Domingo das 7h às 15h20
  • Vila Campos Sales
    Avenida São José dos Campos
    Segunda a Sábado das 7h às 15h20
  • Parque Itajaí
    Rua Celso Soares Couto
    Segunda a Sábado das 7h às 15h20
  • Jardim Paranapanema
    Rua Serra D’ água esq. com Rua Felismina Stemmer Cajado
    Segunda a Sábado das 7h às 15h20
  • Ecoponto Pneus
    Avenida Faria Lima, 630 São Bernardo
    Segunda a Sexta das 8h às 16h20.
  • Vida Nova
    Rua Gióia Junior, Núcleo Residencial Vida Nova
    Segunda a Sábado das 7h às 15h20
  • Jardim Pacaembu
    Rua Dante Suriani
    Segunda a Sábado das 7h às 15h20
  • Parque São Jorge
    Rua Plácida Pretini
    Segunda a Sábado das 7h às 15h20

Editado por Mateus Souza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s