Aquários: dicas para cuidar do segundo animal mais popular do Brasil

Por Vitor Santos

Assim como algumas pessoas tem cachorros ou gatos como animais de estimação, outras tem peixes. Notícias recentes mostram que os peixes de aquário tornaram-se o segundo animal mais popular do Brasil, com 26 milhões de exemplares nadando pelo país afora.

Mesmo com a crise afetando as vendas em todos os setores, a venda de peixes e materiais relacionados ao aquarismo, como bombas de oxigênio e sistemas de filtragem, se mantém para quem é adepto do hobby. É o que explica Paula Fernandes, funcionária da Tabacaria Itatiba, que vende peixes e outros produtos relacionados.

O comerciante Carlos Eiras é um exemplo de aquarista que, mesmo com a crise, continua a manter seus peixes. “Ainda está dentro do meu orçamento, porém notei um aumento absurdo em praticamente todo o material devido a alguns equipamentos e espécies serem importadas. Eu, por exemplo, ando sempre pesquisando preços e atualmente tenho economizado muito comprando rações e equipamentos via sites ao invés de lojas físicas”, diz Eiras, que é proprietário de dois Oscars (espécie brasileira facilmente encontrada na Amazônia) e de um Mudskipper (peixe africano que consegue viver fora da água).

12939100_517145021797960_1326961372_n
O Oscar é uma espécie facilmente encontrada tanto na Amazônia quanto nos aquários brasileiros, apesar dos custos e da manutenção. (Foto: Carlos Eiras)

Ele ainda conta que o aumento dos preços fez com que mudasse a forma de comprar itens como rações e equipamentos para os aquários, e que gasta em média R$ 100 a R$ 120 por mês. “Creio eu que já gastei até hoje algo por volta dos R$ 10 mil, mas por mês gasto 100 a 120, quando não aparecem eventuais gastos que me fazem gastar mais”, explica.

Paula explica que as espécies mais procuradas na loja são as carpas e os kinguios (o famoso peixinho dourado), bastante comuns em lagos, tanques e aquários grandes. Os bettas também tem uma busca considerável, em especial pelos aquaristas iniciantes, pela sua manutenção fácil. O infográfico abaixo dá mais detalhes sobre as espécies mais comuns nos aquários brasileiros, com dados sobre cada uma:

1

2

Além disso, a funcionária da loja também diz que alguns cuidados devem ser tomados para quem tem um aquário, como qualquer outro animal de estimação. Um dos erros mais comuns, segundo ela, é exagerar na quantidade de ração ou de outros alimentos colocados para os pets aquáticos. “É mais fácil matar um peixe por excesso de alimentação do que por falta, muitas pessoas não se atentam ao fato de que o aquário cria uma biologia própria, então os peixes comem algas e outros alimentos do tipo quando sentem fome”, explica. “O ideal é colocar uma quantidade pequena que eles comam em pouco tempo, poucas vezes ao dia”, completa.

O infográfico abaixo mostra algumas dicas básicas para quem quer manter um peixe, com informações que podem ser obtidas com maiores detalhes em sites especializados como o AquaHobby, um dos maiores sites do Brasil para aquaristas.

4

Editado por Stephanie Franco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s