A inauguração das faculdades Campineiras e a segunda guerra mundial coincidem em seu tempo de início

Por: Leonardo Castro

Após a medida do governo federal de 1931, decretando que qualquer universidade deveria ter ao menos três institutos de ensino superior, nasce a primeira unidade de ensino superior do país – foi em 1934 que a Universidade de São Paulo (USP) teve seu início reunindo seus cursos em um único local. Na década seguinte com a fundação das sociedades campineiras em 1941, a Pontifícia Universidade Católica de Campinas começa sua história no dia 7 de junho do mesmo ano com os cursos de filosofia, ciências e letras.

DSC_2827A evolução da Universidade tem sido um ótimo trabalho, foto de arquivo em comparação do atual estado do campus 1. (Foto: Leonardo Castro)

Por iniciativa do bispo D. Francisco de Campos Barreto para manter as faculdades campineiras no início elas foram instaladas na antiga residência urbana do Barão de Itapura na rua Marechal Deodoro 1099 no centro de Campinas quando apenas campinas tinha oitenta mil habitantes.
Os primeiros cursos foram os de Filosofia, Pedagogia, Matemáticas, Ciências Políticas e sociais, Letras Clássicas, Letras Neolatinas e Geografia/História. Naquela época, a Universidade tinha uma prova oral e outra escrita, a prova oral era considerada o terror dos vestibulandos.

Embora a segunda guerra mundial tenha sido declarada em 1939, foi em 1941 que as potências da Europa do EJE (EJE; Roma-Berlim – Tóquio, que lutaram contra os aliados durante a segunda guerra mundial) começaram a invasão da União Soviética, dando início a mais vasta operação de guerra terrestre da história, a qual a maioria do poder militar do EJE foi usado desde aquela época.

Do ponto de vista analítico, o país estava passando por uma data de mudanças políticas; no ponto de vista educacional, o mundo estava passando por mudanças de todos os tipos: cultural, político e social.

Hoje em dia a PUC-Campinas é uma instituição que formou mais de 150mil alunos depois da primeira turma de licenciados da faculdade de Ciências Econômicas em dezembro de 1944. Eram 27 formados entre os quais havia apenas uma mulher, este quadro revertido no ano seguinte no qual as mulheres predominaram o curso totalizando 81% dos universitários.

archivo 2
Dos 112 formandos da segunda turma Ciências Econômicas, 91 eram mulheres (Foto: arquivo)

Conheça a missão da universidade no vídeo abaixo:

 

Editado por: Gabriel Furlan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s