Um metro e meio de sorriso fácil

Por Marina Lopes

Vinte e dois anos de profissão, 50 anos, baixinha, sorriso fácil e voz firme. Gislaine Oliveira Mathias estreou sua carreira na rádio estrela FM de Jaguariúna em meados dos anos 90 e a partir daí nunca mais largou sua carreira – ficou por lá 18 anos. Hoje, é especializada em jornalismo esportivo e cultural e, por onde passa é reconhecida por todos, (por ser uma das poucas jornalistas da cidade a permanecer no município e construir sua carreira nela), “sempre quis ser jornalista aqui em Jaguariúna, amo minha cidade e nunca almejei morar em outra, achava (e estava certa) que aqui faria a diferença” ressalta com um sorriso.

Gislaine, sempre quis cobrir notícias de esporte e cultura, desde quando estudava gislaine-mathiasJornalismo na PUC-Campinas lá em 1970, mas ao ser questionada sobre qual cobertura mais marcou sua carreira, ela hesita, mas se recorda, perfeitamente, de um momento em que teve que cobrir o caderno de polícia. Na ocasião, estava ali, um adolescente assassinado “peguei a câmera e fui correndo ao local, fiz todas as perguntas necessárias, tirei as fotos e voltei. Quando parei para reparar no que eu tinha registrado, fiquei chocada com a brutalidade daquele assassinato, nunca mais quis vê-las”.

Hoje, Gi (como é chamada pelos colegas de redação e amigos mais próximos) trabalha no Gazeta Regional de Jaguariúna há onze anos e na Imprensa Oficial de Jaguariúna há dois, “ para mim toda matéria é marcante, porque eu aprendo todos os dias algo novo. Todas, de alguma maneira são especiais” conclui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s