‘Presentes’ do destino casam com ideais de um jornalista que sonhou ser geólogo

Por Raíssa Zogbi

oi“Presente do destino”. É assim que Ronaldo Ribeiro define grande parte dos acontecimentos de sua vida. O sorriso tímido e humilde esconde o talento indiscutível a cada escolha de palavra. Aliás, escolha é a palavra. É a que melhor resume sua história e aponta para um final com direito a reticências.

Natural de Catanduva, interior de São Paulo, sonhava em ser geólogo. Não é formado, mas não deixa de ter os conhecimentos de um. Se a ideia era viver viajando, o jornalismo deu conta do recado. E era! “Gostava da ideia de viajar, de ter uma vida de aventura”. Começou cedo. Ao receber o diploma de jornalista pela PUC Campinas, em 1989, o virginiano sem ao menos ter um estágio, mudou-se para Varginha, no Sul de Minas Gerais, a convite de um amigo e de olho em uma vaga na TV afiliada da Globo. “Não sei por que Varginha, mas ele disse que eu vou entender quando me formar”… e riu.

“Saí da faculdade completamente easy rider, sem destino”. Poxa, então alguém aí em cima deve gostar mesmo dele. Pode até ser, mas brincadeiras à parte. Morava em hotel e apurava pautas até tarde. Sua única aparição na TV foi em uma reportagem sobre o Natal em Três Pontas, terra do seu ídolo Milton Nascimento: para ele outro “presente do destino”.

Passou como repórter pela Playboy, Semana em Ação, Quatro Rodas e como editor na Fluir e Os Caminhos da Terra. Em 2000, com três meses de circulação, ocupou a cadeira de editor sênior da National Geographic  Brasil e de lá não se levantou mais. Já deu pra ver de onde veio o título de primeiro brasileiro, em 50 anos, a ter seu nome publicado em uma reportagem na matriz norte-americana da National Geographic e em mais 33 países. Os Lençóis Maranhenses, a partir de um ensaio do fotógrafo George Steinmetz, foram o cenário que deu vida ao seu mais “especial presente do destino” em 2010. Ronaldo não se arrisca em adivinhar qual será o próximo. E o que nem imagina é que para o jornalismo, o presente é ele. E eu não estou usando a palavra com significado de atualidade.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s