Mercado da sedução alavanca no Brasil

Por Alan Duenha

Mensagens por e-mail, e-books gratuitos, cursos e livros em pdf pagos, palestras e seminários online, além de grandes eventos presenciais – os chamados “bootcamps”. Esse é o mundo (já não tão) escondido dos mestres e aprendizes em sedução. O auxílio aos homens que não tem muitas habilidades sociais e não se dão bem com o sexo oposto se transformou, passando a receber o nome mais formal de treinamento (ou coaching, em inglês).

mystery-and-matador
“Mistery” ( usando chapéu de caubói ) e seu parceiro “Matador” ( de chapéu preto ) interagindo com mulheres em uma boate – Foto: Site Pua Lingo

 

Os principais precursores de estudos na área são Erik Von Markovik e Neil Strauss. O primeiro é conhecido mundo afora pelo pseudônimo de “Mistery”.  Eles lançaram os primeiros livros, que ensinavam não apenas técnicas de abordagem e interação com as mulheres, mas também orientavam os inibidos a adotarem uma nova filosofia e postura de vida, apresentando maneiras de se tornarem mais confiantes e elevando sua autoestima.

images.livrariasaraiva.com.br
Capa de um dos primeiros livros sobre o assunto Foto: Reprodução

 

TF, de 23 anos, é um exemplo de homem que alega ter evoluído muito depois de ler sobre sedução e colocar em prática as teorias, porém não sem esconder sua identidade e sua essência. Ele contou ao Digitais que descobriu os materiais depois de uma desilusão amorosa, através de um amigo, e falou um pouco sobre essa questão polêmica da artificialidade e sobre a multidisciplinaridade dos materiais, como o cuidado com a aparência.

 

Invadindo a TV e a internet

Mistery, especificamente, foi o líder de um reality show da TV norteamericana na década passada. Nas duas temporadas do “The Pick Up Artist” ( em português, “O Artista da Pegação” ), grupos de homens tímidos tinham aulas com o mestre e seus companheiros semanalmente e deveriam apresentar evolução nos bares e baladas para se manter na competição.

 

V_pickupartist_full_cast
Os 9 desafiantes do seriado “The Pick Up Artist 2” – Foto: Site vh1

 

Posteriormente, Zan Perrion, “Tyler”, “BadBoy” e “Gambler” foram outros nomes que ganharam destaque no cenário internacional da sedução, cada um com sua vertente. No Brasil, a demanda cada vez maior por dicas e debates a respeito de flertes fez surgir um verdadeiro cartel no ramo. Eduardo Santorini, Marinho Gomes, Marcel Kume, Andre Victor, Breno Carrera e Brunno Tassitani são alguns dos integrantes da rede de “PUAs” do país que fizeram de seu hobby a sua profissão.

 

12249690_1230940380254677_2679196429020853983_n
Bruno Tassitani palestrando no evento PUA Summit Brasil – Foto: Facebook

 

Bruno Tassitani, 25 anos, é o caçula de um grupo de choaching e foi o principal responsável em trazer para o Brasil o evento PUA Summit. Trata-se de um ciclo de palestras onde cada especialista conta suas experiências, suas habilidades sociais e trabalha a motivação de homens dos quatro cantos do país.

Ele trouxe uma novidade para esta primeira edição nacional, realizada na cidade de São Paulo, em Outubro: a Fórmula Reconquistar. Único brasileiro membro da Association of Conflicts Resolution – EUA ( em português, Associação para Resolução de Conflitos ), ele se aprofundou no análise da dinâmica dos comportamentos masculino e feminino e quer ajudar as pessoas a se reconciliarem ou a restaurarem relacionamentos desgastados.

Questionado sobre os valores da prestação de serviços nesta área, Tassitani não titubeou: “Se você buscasse  contratar um profissional para sua empresa, iria contratar um com conhecimento especializado ou um sem experiência prática, que aprendeu tudo na internet ? Os materiais gratuitos são apenas uma pequena ‘degustação’, por isso os resultados de nossos alunos são muito maiores do que o de quem busca o caminho ‘auto-didata’, porque eles pulam boa parte de tudo que não funciona.”

E o mercado não para de crescer, embora as apresentações de seus “produtos” remeterem a promessas políticas. Frases como “Conquiste 10 vezes mais garotas em apenas 3 semanas” são comuns no meio. “Handsome”, de 21 anos, é outro rapaz  que acompanhava as novidades – parou após começar a namorar – e deu sua opinião sobre o crescimento do setor e o marketing utilizado:

 

O conteúdo free e o verdadeiro objetivo

Há muitas alternativas gratuitas, no entanto. O fórum PUA BASE, por exemplo, é um espaço aberto para praticantes das “artes do amor” compartilharem suas experiências e ajudarem os novatos no “ramo”.  A página possui mais de 120 mil membros e em seu arquivo há mais de 88 mil publicações sobre o assunto. Já a fanpage do Facebook já foi curtida por mais de 186 mil pessoas, incluindo muitas mulheres.

Uma grande preocupação atual dos aprendizes, no entanto, está no fato de que toda essa visibilidade que o “universo PUA” vem ganhando possa fazer as mulheres se prepararem para as abordagens e interações, de modo a tornar as técnicas e posturas ineficazes. TF acredita que não seja problema e afirmou que toda experiência adquirida, principalmente com as rejeições, é válida:

Handsome também minimiza a questão e afirma que internalizou os conceitos aprendidos de modo que as mulheres não percebessem e nem sequer sonhassem que ele estava “jogando” com elas. Porém, ele julga que os métodos sejam muito mais eficazes para usar na noite do que para quando um homem está apaixonado e quer namorar aquela mulher:

Já Bruno Tassitani, um dos mestres PUA brasileiros, afirma que a mesma internalização das ideias foi essencial na ocasião em que conheceu a mulher com quem é casado há quatro anos. “Ela lida normalmente com a minha profissão, até porque hoje em dia eu não vou mais ‘a campo’, não realizo treinamentos práticos, mas apenas online e através de livros” – conta.

Contudo, ele afirmou que entender de sedução realmente não é garantia de um bom relacionamento: “Pelo contrário, pode até atrapalhar. A questão é que ser interessante significa primeiramente o modo como você passa a mensagem e um homem pode se tornar naturalmente atraente se dominar como todo processo de atração funciona e como pode encaixá-lo a si próprio, de modo que tudo flua naturalmente.”

 

A visão das mulheres

No próximo dia 11 de Dezembro, sexta-feira, vai ao ar no Digitais mais uma matéria sobre o mundo da sedução, Dessa vez, sob a ótica delas, que são abordadas e – ditas por alguns – manipuladas psicologicamente. Será mesmo? Fique ligado!

Editado por Izabela Reame

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s