Empreendedores veem oportunidades mesmo na crise

Por Amanda Pattaro

Para um bom empreendedor, crise é sinônimo de oportunidade. Por isso, mesmo que desenvolver um novo negócio seja visto com cautela pela maioria das pessoas em uma economia recessiva, é cada vez maior o número de jovens empreendedores. Criatividade e inovação durante a faculdade, quando aliadas a um bom planejamento, podem ser a chave do sucesso profissional e da criação de negócios.

Para Henrique Rodrigues, 25 anos, estudante de Administração e criador do Conexão Administrador, “um empreendedor nasce com o espírito de inovar sempre”. Ele conta que a vontade de ser um homem de negócios nasceu enquanto ajudava o pai, dono de um Pet Shop na época. Com apenas sete anos já criava logotipos para o estabelecimento. A cabeça “fervilhava” de ideias e foi a partir daí e da vontade de empreender que escolheu o curso para sua carreira. “Quem deseja empreender, basta acreditar em si e com um bom planejamento correr atrás daquilo que quer”, ensina.

henrique
Henrique Rodrigues, 25 anos, estudante de Administração Foto: Amanda Pattaro

“Um empreendedor nasce com o espírito de inovar sempre.” Henrique Rodrigues, estudante.  

pizza 92
Pizza 92, localizada na rua Jorge de Figueiredo Correa, 1727 – Chácara Primavera Foto: Arquivo Pessoal

Outro exemplo é Fernando Latorre, também estudante de Administração, e que em junho, aos 22 anos, inaugurou sua primeira pizzaria, nomeada como Pizza 92, cujo número é uma referência à sua data de nascimento. Filho de empresários, Latorre tem a veia empreendedora nos genes. “Optei pelo ramo alimentício para ter uma cartela de clientes nova e fiel”, relata. O estudante tem como sócio o próprio pai, mas é ele quem administra o orçamento e também toda a equipe de funcionários. “Procuro sempre priorizar as funções de cada um, pois assim eles se sentem parte da empresa”.

 

Poster empreendimento
Crédito: Amanda Pattaro Fonte: Henrique Rodrigues

Na opinião de Rodrigues, planejar o negócio, estudar o mercado e analisar a concorrência são os fatores primordiais para o sucesso de um empreendimento. “Não existe regra e sim força de vontade para vencer”, comenta. Ele elenca algumas características de um empreendedor:

  • Autoconfiança/motivação: é importante sempre confiar no projeto. Não acreditar naquilo que se é capaz de fazer, mesmo que haja opiniões contrárias, não impulsiona o negócio. O importante é ter sempre firmeza e determinação para atingir o objetivo. Mesmo se fracassar na primeira vez, recomece e tenha perseverança.
  • Criatividade: é uma das mais importantes características. Diante de muitos avanços tecnológicos, ser criativo é encontrar soluções viáveis para um problema, como, por exemplo, criar um aplicativo para vendas online (e-commerce). Dessa maneira, o cliente consegue adquirir o produto ou serviço de maneira mais fácil, sem perder a qualidade. Ter iniciativa, antecipar situações e fazer um planejamento de riscos e possíveis causas que o negocio possa enfrentar.
  • Flexibilidade/energia: ser flexível é conseguir enfrentar problemas diários da empresa, sabendo sempre ouvir, ceder – quando necessário – e assumir o novo, assim como ouvir ideias e novas sugestões. Engana-se quem pensa que ter o próprio negócio é ficar sossegado. Pelo contrário, é preciso ter muita energia e disposição para desenvolver o negócio, principalmente nos primeiros meses.

Além desses fatores, o capital deve ser planejado de acordo com o que a empresa demanda. No caso de Latorre, o investimento foi da própria família. O retorno estava previsto para ocorrer em nove meses, mas após quatro meses de trabalho a empresa já está próxima do ponto de equilíbrio. Ele ainda conta que, mesmo com as tarefas da faculdade, consegue organizar a rotina e priorizar a pizzaria, tanto que pretende abrir mais uma unidade em 2016 e transformar a Pizza 92 em uma franquia.

“Quem deseja empreender, basta acreditar em si e com um bom planejamento correr atrás daquilo que quer.” Henrique Rodrigues, estudante. 

Rodrigues conta que estudantes que pretendem empreender podem também utilizar-se de incubadoras, que são instituições ligadas às universidades que apoiam jovens empreendedores. Elas estimulam a criação e o desenvolvimento das empresas, dando espaço físico e infraestrutura adequada.

Editado por Izabela Reame

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s