Doutorado vira projeto cultural em Campinas

Por Débora Lopes

Os visitantes da Livraria Cultura – unidade do Shopping Iguatemi Campinas – puderam participar de uma programação diferente durante a tarde de hoje. Isso porque a livraria fechou um acordo com o projeto cultural ‘Pausa’, criado com o objetivo de fomentar discussões culturais em Campinas.

O que os visitantes ainda não sabiam é que o projeto permanecerá no estabelecimento até a primeira semana de dezembro, com debates sobre cinema, jornalismo, artes plásticas e outras vertentes culturais. As apresentações semanais são resultado de uma pesquisa de doutorado realizada por Igor Capelatto, cineasta, produtor, professor e estudante da Unicamp.

A união faz a força

Atualmente, o grupo é composto por seis profissionais – Armando Neto, jornalista e escritor; Carla Lopes, jornalista, produtora e roteirista; Erica Ribeiro, publicitária, produtora e cineasta; Fernanda Pupo, designer e artista plástica; Fernando Ribeiro, bacharel em Ciência da Computação, fotógrafo e escritor; e Capelatto -, mas nem sempre foi assim. “O projeto começou quando iniciei minhas pesquisas para o doutorado”, explica Capelatto. “Com o tempo, criei um site para divulgação das entrevistas que fazia com os especialistas e acabei convidando o pessoal”, complementa.

Coletivo responsável pelo projeto
Coletivo responsável pelo projeto “Pausa” e convidados do dia. Foto: Débora Lopes

As entrevistas eram feitas em locais distintos, entre eles a Livraria Cultura. Com o desenvolvimento da pesquisa, os responsáveis pelo local convidaram o grupo para o desenvolvimento de pequenas apresentações em seu espaço. Assim, nasceu o ‘Pausa’. “A ideia do projeto é que as pessoas deem um tempo em sua rotina para absorver conteúdo cultural. É, literalmente, uma pausa”, conta Erica.

Para Neto, o ponto forte do projeto é a junção das habilidades de todos os seus integrantes para conquistar um único objetivo. De acordo com ele, os jornalistas e publicitários conseguem ter uma visão mais ampla das questões de divulgação do “Pausa”, enquanto os roteiristas, escritores e artistas plásticos, podem manter o foco nas questões de identidade e escolha dos temas para os encontros. “Unimos nossas experiências e convidamos um especialista diferente para cada dia de encontro. Isso é um diferencial”, diz.

Estreia de outubro

Sérgio Biscaldi e Pedro Emmanuel durante apresentando seus trabalhos. Foto: Fernando Ribeiro
Sérgio Biscaldi e Pedro Emmanuel durante apresentando seus trabalhos. Foto: Fernando Ribeiro

O público infantil foi o escolhido para a primeira apresentação de outubro. Nesta tarde, Sergio Biscaldi, convidado do projeto, apresentou seu livro infantil “As cores do Esquisito” às crianças que estavam na livraria. O livro, patrocinado pela Prefeitura de Campinas, Secretária da Cultura e pelo Fundo de Investimentos Culturais de Campinas (FICC), conta a história de um garoto que sofre por ser diferente de seus colegas, mas que, ao final, acaba dando a volta por cima.

Quadrinhos
Quadrinhos “Mintologia” desenhados e escritos por Pedro. Foto: Fernando Ribeiro

Pedro Emmanuel, de apenas 13 anos, também foi convidado a se apresentar pelo projeto. Em parceria com seu pai, Pedro criou uma história em quadrinhos baseada mitologia grega, cujo nome é “Mintologia”.

As duas obras chamaram a atenção das crianças e as expectativas, de acordo com Capelatto, é que consigam fomentar um público considerável até o final dos encontros. “Nosso foco é conquistar o público nessa primeira etapa. Dessa forma, teremos resultados ainda melhores no ano que vem”, afirma.

Próximos encontros

No dia 15/10 será a vez do tema “Transpondo limites: relações entre imagem e palavra”, com a presença do artista plástico Ernesto Giovanni Boccara, e mediação da designer e artista plástica, Fernanda Pupo.

No mês de novembro estão previstos os temas “A criação literária: (im)possíveis mundos” (11/11), com a participação de Luzimar Gouvêa, escritor e professor de literatura, e Thais Travassos, professora de literatura, com a mediação de Fernando Ribeiro, escritor e fotógrafo, além de “Jornalismo no cinema”, dia 25/11, com Celso Bodstein, jornalista e professor de Jornalismo da PUC Campinas e do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp, e a mediação de Armando Neto, Jornalista e escritor.

Finalizando a programação, no dia 02/12, será abordado o tema “Cinema e Pintura” com a participação do artista plástico Marcio Alessandrini e mediação da publicitária, produtora e cineasta Erica Ribeiro. O evento contará ainda com uma exposição do artista.

Editado por Maria Clara Lourençon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s