Forte tempestade causa estragos em Campinas e Região

Por Caroline Magalhães

Em uma tarde que virou noite, a partir das 16h da terça-feira, 8 de setembro de 2015, um forte temporal atingiu várias cidades do estado de São Paulo, incluindo a capital.

Em Campinas e RMC quase 380 mil pessoas ficaram sem energia segundo a CPFL. Entre as cidades mais afetadas pelo temporal estão Campinas, Sumaré e Americana, além da falta de energia que atingiu também as cidades de Jaguariúna e Indaiatuba.

Segundo o Cepagri da Unicamp os ventos chegaram a 126 Km/h. No mínimo 26 árvores e um outdoor caíram em Campinas.

A Defesa Civil registrou que na madrugada de terça-feira choveu mais que o esperado para o mês de setembro inteiro. O índice pluviométrico esperado para todo o mês era de 66mm. Só nessa terça-feira o índice pluviométrico registrado passou dos 74 mm.

O reflexo da chuva forte foi visto pelo congestionamento de veículos em várias regiões por causa dos vários pontos de alagamentos na cidade e falhas no sistema de sinalização de trânsito. Segundo a EMDEC, 11 pontos da cidade de Campinas tiveram semáforos apagados.

Na esquina da Av. Dr. Julio Soares de Arruda com a Av. Diogo Alvares, no Parque São Quirino em Campinas, uma árvore que estava dentro de uma casa vazia para aluguel caiu e derrubou um poste com toda a fiação. Hoje, próximo por volta das 14h, ela já havia sido cortada e o acesso liberado. Porém ainda não havia previsão para a retirada da árvore e a do poste caído.

20150909_135744
Poste cai com toda a fiação por causa da chuva. Foto Caroline Magalhães
20150909_135734
Árvore que caiu é cortada e deixada em calçada. Foto Caroline Magalhães

Helen Regina, moradora da Rua, conta que a árvore caiu por voltas das 18:30, depois que um vendaval mais forte atingiu a região. “Quando a árvore caiu ouvimos um barulho muito alto e a energia começou a cair e voltar, oscilou umas três vezes antes de ficarmos sem luz de vez. Só vi o estrago quando sai hoje de manhã para levar minha filha à escola.” – afirmou ela em entrevista.

No aeroporto de Viracopos, uma cancela de um dos bolsões do estacionamento caiu por causa da força do vento que atingiu a região. Felizmente ninguém foi ferido.

Ainda em Campinas, alguns professores de faculdades, como a PUC e a Unip liberaram os alunos das aulas por causa da falta de energia e da dificuldade do acesso às universidades por causa dos pontos de alagamentos na cidade.

Segundo o Cepagri da Unicamp, o temporal aconteceu por causa da transição do período de seca que a região já vem passando há algum tempo, para um período mais chuvoso. Por isso os ventos tão fortes, que são um fenômeno normal para essa transição.

Um usuário do Youtube, Leonardo Cunha, gravou o exato momento em que as nuvens densas de chuva chegam a cidade de Jaguariúna.

A previsão é de que amanhã, quinta-feira (10/09) o tempo continue nublado, com pancadas de chuva fortes e trovoadas no período da tarde, e ventos de até 14Km/h, a temperatura miníma pode chegar a 18°C e a máxima a apenas 22°C.

Editado por Izabela Eid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s