Projetos Experimentais passarão pela primeira avaliação em setembro

IMG_20150828_192438724_HDR
Vinícius revisa o que havia escrito do relatório – Foto: Felipe Torezim Silva

Por Felipe Torezim Silva

É a hora do último esforço. Hora de resumir três anos e meio de estudo e todas as ideias em um único trabalho. Os Projetos experimentais dos alunos de jornalismo da PUC-Campinas estão sendo desenvolvidos e os alunos já se preparam para, a partir do próximo dia 21 de setembro, apresentarem a primeira parte do relatório. No total, o curso de jornalismo da universidade conta com 48 projetos em desenvolvimento (23 no período matutino e 25 noturno).

“Essa é a parte que avalia o desenvolvimento do trabalho do aluno e é muito importante, pois é a hora de mostrar que ele está no caminho certo e se não tiver pode ser reprovado no ato”, diz Lindolfo Alexandre de Souza, diretor do curso de jornalismo da universidade.

Entre as tantas mídias disponíveis como foto, livro-reportagem e jornalismo radiofônico, o grupo do estudante Vinícius Whitehead, escolheu fazer um documentário sobre um feito importante para o esporte nacional. Orientados pela professora Juliana Sangion, o grupo – que também conta com os alunos Henrique Guilherme, Alessandra Guasti, Guilherme Kowalesky e Mateus Bassi -, vai falar sobre a Copersucar-Fittipaldi, única equipe brasileira da história da Fórmula 1. Em 2015, a estreia da equipe no GP da Argentina, em 1975, completou 40 anos.

Grupo após entrevista com Reginaldo Leme. Foto: Adamus Kazu
Grupo após entrevista com Reginaldo Leme. Foto: Adamus Kazu

É um assunto que o grupo domina, mas não é um trabalho simples a ser feito. “Umas das principais dificuldades é em relação à definição do roteiro e à produção de imagens e entrevistas, pois a maior parte das fontes tem uma agenda disputada”, diz Juliana. “Orientar os trabalhos de conclusão é sempre um desafio, mas no caso dos documentários o desafio é ainda maior, pois temos que aliar a liberdade criativa que o cinema permite às premissas jornalísticas que vivenciamos durante toda a graduação” complementa.

Dificuldade sentida também pelo grupo. Vinícius diz que buscam fazer algo artisticamente bonito e sentem

Grupo discute o que falta para a primeira entrega de relatório - Foto: Felipe Torezim Silva
Grupo discute o que falta para a primeira entrega de relatório – Foto: Felipe Torezim Silva

dificuldade para montar a história, principalmente pelo alto nível das fontes. “Estamos entrevistando personagens da época, como o Emerson e o Wilsinho Fittipaldi, Galvão Bueno, Reginaldo Leme, Ingo Hoffman”

Gravações estão adiantadas, mas a primeira parte, que será apresentada no próximo dia 21 de setembro, ainda está aos trancos e barrancos. “O relatório ainda está meio atrapalhado, normal, mas até o dia 21 estará pronta essa parte”, diz Vinícius.

Falta pouco menos de três meses para tudo estar pronto. Relatório, gravações e edições. Segundo o regulamento, no dia 23 de novembro o projeto final deve ser entregue à secretaria acadêmica para, a partir de 30 de novembro, começarem as apresentações.“Esperamos trabalhos com viabilidade de mercado, que possam ser publicados ou ser exibido nas grandes emissoras de TV, pois o aluno esperto valoriza e vê o projeto como uma oportunidade e não como uma obrigação”, finaliza o diretor.

Gráfico correto
Projetos experimentais jornalismo 2015. Crédito: Felipe Torezim Silva

Editado por Débora Lopes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s