Roda discute a difícil, porém importante, tarefa de amamentar

Por Stephanie Haidar

Em comemoração ao Agosto Dourado, o Grupo Mães Amigas – rede materna com mais de 30 mil mães seguidoras nas redes sociais – fez uma parceria com a Lolly Baby e, juntos, realizaram a 1ª Roda de Amamentação de Campinas, nesta terça-feira (25/08/15). O evento aconteceu no Teatro Amil do Parque Dom Pedro Shopping, às 14h. Com entrada franca, as mães fizeram inscrições previamente via e-mail.

A amamentação é uma das fases mais difíceis da maternidade, e exige dedicação, cuidado, persistência e carinho. Em função disso, agosto foi escolhido como o mês da luta pelo incentivo à amamentação, e batizado como Agosto Dourado.

Michelle Occiuzzi, uma das fundadoras do Grupo Mães Amigas, considera importante a troca de experiências entre lactantes. Ouvir depoimentos de outras mães e receber informações de especialistas ajuda a tornar a fase da amamentação mais tranquila e minimiza seus desafios”, afirma.

IMG_20150825_143758742[1]
1ª Roda de Amamentação de Campinas discute os desafios e a importâcia do aleitamento materno. Foto: Stephanie Haidar
O Digitais esteve no evento e conversou com algumas das gestantes, mães, doulas, enfermeiras obstetras e consultoras de amamentação, sobre as dificuldades que aparecem na fase de aleitamento, além da importância de amamentar, e dicas para facilitar a tarefa.

A Roda de Amamentação foi dividida em três temas principais: a introdução à amamentação; os seis primeiros meses do bebê; e a volta da mãe ao trabalho.

As palestras foram ministradas por Carolina Coppola, enfermeira obstetra graduada pela Pontifícia Universidade Catótilica (PUC) de Campinas, pós-graduada em Enfermagem Obstétrica pela Universidade São Camilo – SP, doula certificada pelo Gama (Grupo de Apoio à Maternidade Nativa), educadora perinatal e consultora em aleitamento. 

Outra palestrante convidada foi a enfermeira Luciane Fernandes, que tem bacharelado e licenciatura pela Unicamp, é especialista na área de Intoxicação, mestra em Ciências pelo Centro de Investigação em Pediatria (Ciped)/Universidade de Campinas (Unicamp). A profissional também é doula e consultora em aleitamento materno certificada pela Ando (Associação Nacional de Doulas), cursa especialização em obstetrícia e tem participação ativa no Fórum pela Humanização do Parto e Nascimento em Campinas.

Cerca de 80 mães participaram da 1ª Roda de Amamentação de Campinas. Elas relatam que existem variadas dificuldades, como dores, ductos entupidos, rachaduras, sangramentos, mastite, vazamentos, baixa produção de leite, entre muitos outros. Apesar disso, todas as mães com quem o Digitais conversou concordam que vale a pena amamentar, e é um ato de extrema importância, por trazer benefícios ao bebê, tais como contribuir para o desenvolvimento emocional, e flexibilidade na articulação das estruturas que participam na fala.

Editador por Carolina Neves

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s