Música pode melhorar desempenho no trabalho, diz estudo

Por Beatriz Bressam

Um estudo com profissionais da área de tecnologia, realizado pela pesquisadora Teresa Lesiuk, da Universidade de Miami (EUA), constatou que os trabalhadores que têm o hábito de escutar música apresentam melhores ideias e finalizam suas atividades mais rapidamente. Porém esse efeito foi mais sentido em empregados com um nível de experiência razoável, causando distração entre os menos experientes e afetando de forma insignificativa os profissionais com vários anos de atuação.

Segundo a União Brasileira das Associações de musicoterapia, a música relaxa, alegra e colabora para o aumento da auto-estima. Não existe uma fórmula musical correta. A influencia tanto positiva quanto negativa varia de pessoa para pessoa. Podendo afetar o nosso comportamento, a música é uma ferramente que, se usada vantajosamente, pode ajudar a aumentar a produtividade e o desempenho no ambiente de trabalho. No entanto, o assunto divide opiniões quando o som é no ambiente de trabalho.

td_musica03
Música no trabalho: uma vilã ou uma aliada? (Foto: Reprodução)

 

Para a maioria dos funcionários da Agência de propaganda e marketing Bee Creative a música só tem a contribuir para um melhor rendimento no ambiente de trabalho. Mas, não são todos que concordam com essa afirmação. Ulisses Nunes, 25 anos, diz: “Me atrapalha, não consigo me concentrar. Em situações “mecânicas”, quando o conteúdo já foi definido é indiferente pra mim, às vezes acho que até produzo melhor, mas no momento de criação não, me disperso muito!”

A fonoaudióloga Valquíria Fisher, 45 anos, acredita que é comum que a música seja empregada não só como uma maneira de estimular os funcionários, mas também com o intuito de amenizar outros sons e alerta que, apesar da função minimizadora de barulhos, a música pode ser nociva quando colocada em um volume superior ao dos outros sons.

“Um estímulo tão forte quanto os ruídos acaba desgastando o profissional, se torna causa de estresse e piora a qualidade de vida do trabalhador. Além disso, a soma dos vários ruídos, dependendo de um determinado nível, acaba interferindo na habilidade de concentração, atenção e, conseqüentemente, na produtividade”.

Carolina Amaral 20 anos, estagiária em uma agência de comunicação, também acredita que a música ajuda no ambiente profissional.

 

Editado por Ananda Porto e Ricardo Magatti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s