O milagre da fruta que transforma o amargo ou azedo em doce

Por Karina Danielle

A Fruta-do-Milagre ( Synsepalum dulcificum ) também conhecida internacionalmente  como Miracle Fruit é  nativa  da  África Ocidental, precisamente da Nigéria. O milagre dela consiste em sua polpa, onde há uma glicoproteína, chamada miraculina. Esta se impregna nas papilas gustativas, o que muda o paladar, tornando todo alimento ácido ou amargo, em doce.

Synsepalum dulcificum, a Fruta-do-Milagre tem o potencial de neutralizar a acidez e o amargo. ( Por Luis Bacher)
Synsepalum dulcificum, a Fruta-do-Milagre tem o potencial de neutralizar a acidez e o amargo. ( Por Luis Bacher)

Luis Bacher , permissionário do Ceasa Campinas e produtor de plantas e flores raras há 37 anos, cultiva e vende a Fruta do Milagre. Segundo ele, no passado a fruta era apenas destinada para colecionadores, e foi a partir do século XXI que começou a ter uma disseminação maior da Miracle Fruit no mundo.”Começou a sair muita informação sobre a fruta e com a  popularização da internet aumentou a demanda. Tínhamos algumas matrizes e começamos a produzir”, conta Luis.

A ação da Fruta  do Milagre dura em torno de 30 min a 2 horas, durante este tempo, todo alimento azedo, abacaxi, limão, vinagre e até mesmo amargo para alguns, como a cerveja ficarão doces. A fruta pertence a família da Sabotáceas, sendo um arbusto de porte pequeno, que atinge em média um metro de altura. Porém, com apenas 30 cm já se inicia a produção de frutos.O cultivo da planta pode ser feito em vasos, podendo ser colocada em locais a pleno sol e meia-sombra.

Luis Bacher trabalha com flores e plantas desde 1988, autor de dois livros sobre o ramo e ainda responde uma coluna de respostas ao leitor para uma revista sobre natureza. ( Por Karina Danielle)
Luis Bacher trabalha com flores e plantas desde 1988, autor de dois livros sobre o ramo e ainda responde uma coluna de respostas ao leitor para uma revista sobre natureza. ( Por Karina Danielle)

A venda desta fruta milagrosa é geralmente feita no varejo,mas de acordo com Bacher já começou a ter procura para plantio comercial da fruta.” A cada ano que passa está aumentando as vendas”, completa o produtor. Hoje, a espécie é ainda desconhecida  pela maioria dos consumidores de plantas e seu cultivo está restrito a colecionadores  de frutíferas raras.

Por ser uma planta de crescimento lento e raro o custo da muda é relativamente alto em relação as espécies mais comuns.Podendo variar o preço de R$ 50 à R$ 60 reais.

Em alguns países já se produz tabletes feitos a partir da fruta. Estudos e pesquisas  ainda estão sendo feitas para descobrir os mistérios deste frutífero, uma vez que ele pode ser eficaz para o tratamento de doenças como a diabetes. Já que o que torna o gosto doce é uma proteína e não a sacarose.

Editado por Danilo Christofoletti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s