Mesmo com investimento de R$ 3 milhões, locadora tradicional de Campinas não evita fechamento de suas portas

Por Isabela Lino

A maior franquia da locadora 100% Vídeo, localizada na Norte-Sul, que já foi uma das maiores do país, dá os seus últimos sinais esta semana.

Em 2011 a rede 100% chegou a investir R$ 3 milhões em um sistema para conseguir modernizar o mercado: locação de vídeos via pen drive. O sistema foi totalmente desenvolvido no Brasil e foi idealizado pela própria 100% Vídeo.

O sistema funciona assim: o cliente leva o pen drive ao quiosque eletrônico e copia o filme.O conteúdo é liberado por uma chave de segurança após o pagamento da locação. Uma vez utilizada a chave de segurança, o filme pode ser acessado por um período de 24 ou 48 horas, como se fosse um DVD normal retirado na locadora.

Mesmo com todo o investimento, a 100% não conseguiu evitar que sua portas fossem fechadas. Em seus últimos momentos, os Dvds e até pôsteres de filmes foram vendidos a preço baixo, tão baixo que chegava a assustar quem passava na frente da locadora. Com uma faixa escrita “filmes a partir de 1,90” o movimento que a locadora não tinha, nos últimos meses passou a ter, com a chegada dos curiosos.

Faixada da 100%. Foto: Isabela Lino
Faixada da 100%. Foto: Isabela Lino

 

Pirataria

Um levantamento feito pela União Brasiléria de Vídeo e Games (UBVG), mostra que entre 2003 e 2005 existiam quase 14 mil locadoras no país. O número caiu para 6 mil no ano de 2009. Hoje existem menos de 2 mil, tudo por conta da pirataria.

Uma pesquisa realizada pela empresa MarkMonitor, mostra o impacto da pirataria para indústria do cinema. De acordo com o estudo, o Brasil ocupa o 4º lugar no ranking dos países que mais baixam filmes.

Aplicativos como Netflix, que possuem vídeos online para assistir, ou seja, sem a necessidade de fazer download, também foram um dos grandes fatores que decretou o fim das locadoras.

 

(Infográfico mostra a queda de locadoras. Imagem: Luigi di Bella)
(Infográfico mostra a queda do número de locadoras. Imagem: Luigi di Bella)

 

 

Nostalgia

“Eu lembro da febre que foi quando saiu nas locadoras Titanic. Ainda era em VHS e foi necessário dividir o filme em duas fitas, e ainda assim existia uma fila de espera gigante. Eu fiquei 3 semanas na fila, pois quando tentei assistir ao filme no cinema, era censurado para a minha idade. Naquela época a censura era mais rígida, então o jeito foi esperar sair na locadora!” Lembra a cliente da 100%, Juliana Marcondes, nostálgica.

 

 (Cinéfola e cliente da 100%, assim que soube do fechamento da locadora, não perdeu tempo e comprou vários filmes da franquia. Entre eles encontram-se filmes dos diretores Woody Allen e Wes Anderson.  Também aproveitou para comprar posterês que em sua maioria foram vendidos a R$ 2 reais. Foto: Isabela Lino)

(Cinéfila e cliente da 100%, assim que soube do fechamento da locadora, não perdeu tempo e comprou vários filmes da franquia. Entre eles encontram-se filmes dos diretores Woody Allen e Wes Anderson. Também aproveitou para comprar pôsteres que em sua maioria foram vendidos a R$ 2 reais. Foto: Isabela Lino)

Mesmo com 160 mil clientes cadastrados, a procura pela locação de filmes diminuiu bastante. Quem mais costuma alugar Dvds são pessoas da terceira idade que possuem dificuldade com tecnologia e por isso acabam optando por continuar alugando Dvds.

 

Editado por Marília Alberti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s