Estudo sugere que as novas gerações são mais inteligentes

Por Ana Carolina Pertille

Um estudo realizado por cientistas da universidade Kings College London constatou que a capacidade intelectual do ser humano aumentou com o passar das gerações, chegando a conclusão de que as gerações atuais são mais inteligentes que as anteriores. Os cientistas analisaram 405 pesquisas sobre Quociente de Inteligência (QI), que somavam mais de 200 mil participantes de 48 países e concluíram que a média de inteligência cresceu cerca de 20 pontos desde a década de 1950.

O aumento não aconteceu em todos os países. Os Estados Unidos se mantiveram estáveis e a média do Reino Unido caiu, porém em países emergentes houve um aumento significativo, principalmente na China e na Índia.

Os testes de inteligência são realizados por meio de tarefas que avaliam a capacidade cognitiva da pessoa, ou seja, a capacidade que ela possui para expressar suas ideias. Segundo a psicóloga especialista em Terapia Cognitiva Comportamental, Márcia Calixto, os testes são realizados e depois comparados com resultados de uma mesma categoria. Porém ela ressalta que não há como generalizar o que é a inteligência e como ela funciona.

“Não existe uma única teoria sobre a inteligência. É um conceito complexo, envolvendo diferentes competências que nos permitem uma adaptação bem sucedida ao meio em que vivemos. Portanto, podemos ter mais de um tipo de inteligência”, afirma a psicóloga.

Márcia explica que, para um teste ser válido no uso do psicológico, é necessário que passe por um longo processo de estudo e validação. Antes de um teste ser realizado, é escolhida uma teoria base que o sustente desde sua construção até a interpretação dos resultados. “Muitas vezes, esse processo pode levar anos de pesquisa para poder ser validado um teste psicológico. Portanto, podemos afirmar que um teste que se encontra validado para uso, pelo Conselho Federal de Psicologia, tem seus resultados confiáveis para medir a característica para a qual ele foi criado”, explica.

testes de qi
Testes podem ser utilizados para várias finalidades e são comparados com outros (Infográfico: Ana Carolina Pertille)

Os testes de inteligência podem ser utilizados em lugares nos quais é necessário um processo de avaliação, como contratação de funcionários em empresas, concursos públicos, avaliação de problemas cognitivos em alunos, avaliação de pacientes na clínica psicológica, entre outros. “Geralmente, o psicólogo utiliza os resultados do teste como uma informação complementar, considerando também dados obtidos em entrevistas, observações, histórico de vida das pessoas, entre outros, para que assim possam tomar decisões”, explica Márcia.

Sobre a constatação de que as novas gerações são mais inteligentes, Márcia acredita que são necessários mais estudos sobre o tema. “Tenho visto algumas pesquisas enfatizando esse dado e argumentando os motivos com base em nossa cultura que tem exigido cada vez mais de nós quanto ao raciocínio, oferecendo uma gama crescente de estímulos, o que supostamente poderia contribuir para melhores índices de QI. Entretanto, acredito que ainda precisamos de muitas pesquisas para confirmar essa hipótese”, finaliza.

Teoria das Inteligências Múltiplas

A teoria das inteligências múltiplas foi desenvolvida pelo psicólogo estadunidense Howard Gardner. Segundo sua pesquisa, o cérebro dos seres humanos possui diferentes tipos de inteligência. Em 1983, Gardner publicou o livro Estrutura da Mente, que descreve as sete dimensões da inteligência humana, porém, alguns anos após a publicação, o psicólogo propôs duas novas dimensões da mesma, somando assim nove tipos. Confira no vídeo abaixo quais são suas características e em qual perfil podemos encontrá-las.

Editado por Gustavo Gianola e Danilo Christofoletti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s