Impasse mantém greve de coletores de lixo em Paulínia e Mogi Mirim

FOTO2-313912-2013-05-16-09-38
Greve estadual de coletores de lixo afeta Paulínia e Mogi Mirim há 7 dias (Foto: Paulo Gonçalves/Folha da Região)

Por Lucas Jerônimo

Os coletores de lixo de Paulínia e Mogi Mirim continuam com as atividades parcialmente paralisadas. Os trabalhadores aderiram à greve estadual da categoria na semana passada.

Nesta segunda-feira (30) uma assembleia entre o Siemaco, sindicato da categoria, e as empresas prestadoras de serviços terminou sem acordo. Uma nova rodada de negociações está marcada para a manhã desta terça-feira (31).

Reivindica
Entre as reivindicações dos grevistas estão a equiparação de salários em cidades do interior em relação aos valores pagos na região metropolitana da capital e melhores condições de trabalho. Apesar do movimento, uma liminar expedida pela Justiça obriga a manutenção de pelo menos 70% do efetivo nas ruas.

Segundo o sindicado, e também de acordo com as prefeituras de Mogi e Paulínia, a decisão está sendo cumprida. A Corpus e a Construban, empresas responsáveis pela coleta dos resíduos nas cidades mencionadas, dizem que mantém a normalidade dos serviços e estão em negociação com os trabalhadores.

São Paulo
De acordo com a Federação dos Trabalhadores em Serviços, Asseio e Conservação Ambiental, Urbana e Áreas Verdes do Estado de São Paulo (Femaco), a greve afeta cerca de 30 mil trabalhadores em 130 cidades, dentre elas a região do ABC paulista, Osasco e Guarulhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s