Com contas de luz em alta, economizar energia se torna dever para doméstica

Por João Augusto Damasceno

Com o mercado financeiro do Brasil sofrendo muitas mudanças nos valores pagos pelo consumidor nos dias atuais, seja em gasolina, água, luz ou alimentação, economizar dinheiro se tornou um desafio para todas as pessoas. Na região de Campinas, após um aumento de 31,8% na conta de luz,  empregadas domésticas estão tendo que mudar a rotina do trabalho para gastarem menos.

Para Maria de Fátima Sartore Roberto, empregada doméstica há 34 anos, sendo os últimos seis na mesma casa, economizar energia se tornou um desafio. “Eu sempre passei roupa três vezes por semana, agora comecei a fazer isso uma vez, pois o custo estava alto”. Além disso, Fátima explica pequenas mudanças que, juntas, economizam muita energia. “Tomar um banho rápido, nenhuma luz acessa durante o dia, ligar o freezer apenas quando necessário… São detalhes, mas que no final ajudam a gastar menos”, afirma.

IMG_3118
Antes três vezes por semana, agora Fátima passa roupa apenas uma vez (Foto: João Augusto Damasceno)

O assessor de imprensa da Companhia Paulista Força e Luz (CPFL), – responsável pela energia na região de Campinas –  Karam Valdo, explicou a responsabilidade da empresa. “A CPFL Paulista esclarece que a homologação das tarifas das concessionárias de energia elétrica é realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão responsável pela regulação do setor”.

Ele explica ainda que a alteração da tarifa de energia elétrica pode ocorrer em três momentos, determinados pelo órgão regulador: Reajuste Tarifário Anual, na data de aniversário do contrato de concessão; Revisão Tarifária Periódica, que ocorre a cada quatro anos e na Revisão Tarifária Extraordinária, que pode ocorrer em qualquer período, por decisão federal.

Sobre aumentar ou diminuir o valor, ele lembra que empresa não é responsável. “Por ser homologada pelo órgão regulador, a distribuidora não têm acesso aos índices de reajuste antes deles serem divulgados pelo órgão regulador”, finaliza.

 Segundo a CPFL, algumas iniciativas ajudam a economizar energia e gastar menos durante o mês, como:

  •  Desligue os aparelhos eletrônicos (evitar deixar em stand by pode trazer uma economia de até 10% por mês na conta de energia elétrica, dependendo da quantidade de aparelhos);
  • Apague as luzes ao sair (criar o hábito de desligar tudo ao sair do cômodo). Desligue as lâmpadas e explore a luz natural;
  • Acumular roupas para lavar e também para passar. Passe e lave as roupas de uma vez só. (Ao ligar e desligar o ferro de passar ou a máquina de lavar você está gastando uma grande quantidade de energia);
  • Substitua aparelhos antigos que gastam mais energia (eletroeletrônicos);
  • Nos dias quentes, colocar o chuveiro na posição “verão” (o consumo será cerca de 30% menor);

Para Fátima, tanto em seu trabalho, quanto em sua casa, o mais importante é cada um fazer sua parte. “Acho que se todas donas de casa, empregadas domésticas, todos que cuidam da casa, estiverem cientes que pequenas mudanças já ajudam a economizar, com certeza o valor da conta vem mais baixo no fim do mês”.

Editada por Ana Carolina Pertille

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s