Epidemia de Aids deve ser controlada até 2030

Por Anderson Epifanio

UNAIDS busca adesão de países para zerar a epidemia de AIDS até 2030 (Crédito: Anderson Epifanio
UNAIDS busca adesão de países para zerar a epidemia de AIDS até 2030 (Crédito: Anderson Epifanio)

O órgão das Nações Unidas (ONU) para o combate a AIDS/HIV (UNAIDS) espera que até 2030 a epidemia de AIDS deva estar controlada no mundo. Segundo o órgão responsável por traçar políticas em nível global, as infecções e as mortes pelo vírus vêm diminuindo graças ao aumento na distribuição dos medicamentos, que hoje já chega a 14 milhões de pessoas no mundo inteiro.

Dados recentes divulgados pela UNAIDS ainda revelam que desde 2001 em torno de 38%  de novos casos de contaminação foram evitados e a prevenção com coquitéis “essenciais” ministrados a mulheres com vírus, preveniu a infecção de mais de 1,6 milhão de bebês recém nascidos.

Em mensagem divulgada para o Dia 1 de dezembro, data em que se comemora o Dia Mundial de Luta contra a AIDS, o secretário-Geral da ONU, o sul coreano Ban Ki-moon, diz estar esperançoso sobre o avanço no tratamento da doença que afeta 38 milhões de pessoas no mundo inteiro, sendo que 19 milhões ainda não sabem como contraíram o vírus.

“Estamos no caminho para oferecer terapias antirretrovirais a 15 milhões de pessoas até 2015 e eliminar a transmissão de mãe para filho nos próximos anos.” declarou o secretário.

Ele acredita que embora os progressos estejam acelerados é preciso um esforço contínuo para que as conquistas dos últimos anos não sejam perdidas. “Graças à dedicação de muitos parceiros, incluindo os da sociedade civil, continuamos combatendo e removendo leis que estigmatizam o portador do vírus, o progresso está se acelerando”, disse Ban Ki-moon, que encerra pedindo aos líderes mundiais que se unam nesta “causa comum”.

Chegando a Zero

Para alcançar este desafio a UNAIDS lançou o Projeto “Abordagem Rápida” que visa buscar estratégias globais para alcançar o acesso à prevenção, tratamento, atenção e apoio ao portador do vírus HIV.

Visão e Metas da UNAIDS para combater a contaminação, discriminação e mortes em decorrência do vírus HIV (Crédito: Anderson Epifanio)
Visão e Metas da UNAIDS para combater a contaminação, discriminação e mortes em decorrência do vírus HIV (Crédito: Anderson Epifanio)

+Casos de Aids crescem entre jovens

Editado por Isabella Robaina

2 comentários

  1. Me chama muito a atenção que a UNAIDS ao lançar como meta “zero novas infeções” venha enfatizar em sua campanha a redução da transmissão sexual enfatizando o público de “homens que fazem sexo com homens” e os profissionais do sexo. Infelizmente, apesar de necessárias as campanhas, continuar enfatizando que a vinculação do vírus com este público parece apenas reforçar um estigma e preconceito que os próprios dados estatísticos não sustentam. Segundo dados do governo brasileiro “a aids” é incidente “em ambos os sexos”. Apenas entre jovens de 13 a 19 anos que os maiores atingidos são mulheres. De todo modo, quando a transmissão é sexual “nas mulheres, 86,8% dos casos registrados em 2012 decorreram de relações heterossexuais com pessoas infectadas pelo HIV. Entre os homens, 43,5% dos casos se deram por relações heterossexuais, 24,5% por relações homossexuais e 7,7% por bissexuais”. Isso significa, do que diferentemente é criado no imaginário social, não são os homossexuais que são os mais atingidos pelo vírus, mas heterossexuais – que acreditando em mitos – estão mais dispostos a terem relações sem preservativos, se expondo mais aos riscos.
    (http://www.aids.gov.br/pagina/aids-no-brasil)

  2. Corrigindo: * Isso significa que diferentemente do que é criado no imaginário social, não são os homossexuais que são os mais atingidos pelo vírus, mas heterossexuais – que acreditando em mitos – estão mais dispostos a terem relações sem preservativos, se expondo mais aos riscos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s