Campinas recebe espetáculos para o Dia do Palhaço

Por Paula Fonseca

O Dia do Palhaço é comemorado todo dia 10 de dezembro e em Campinas o dia tem uma programação especial de espetáculos preparada pelo Sesc Campinas. O projeto “Homenagem ao Palhaço” traz cinco espetáculos, de 6 a 27 de dezembro.

Entre os espetáculos a apresentação de “Escalafobética” que acontece neste dia 12/12 ganha destaque por ser o único destinado a maiores de 16 anos. No universo dos palhaços estamos acostumados a ver histórias que divertem crianças e também adultos, mas que na maioria das vezes faz parte do mundo infantil. O espetáculo produzido pela Palhaça Rubra de São Paulo traz então uma proposta diferente.

Com inspiração no universo do diretor cinematográfico Tim Burton e em “7 Faces do Dr. Lao” o espetáculo trata de uma história fantasmagórica em tom de musical em que a Palhaça Rubra assume a função de faxineira e esse dever da faxina caminha para um trajeto esquisito e obscuro. A trilha sonora é carregada com uma ópera rock incomum e torna o espetáculo totalmente inédito.

A atriz Lu Lopes que interpreta a palhaça conta de onde surgiu a ideia do espetáculo. “Durante a minha trajetória na palhaçaria desde 1992, dentro das salas de pesquisa, em quartos ou corredores dos hospitais nos Doutores da Alegria, no Picadeido do Circo Zanni […] nas frações de segundos esquisitos por parecerem eternidades, acabou-se formando em mim o infinito universo caleidoscópico da Palhaça Rubra, uma figura amorosa, iluminada, paqueradora, gentil e generosa, que como todo ser tem seu lado sombrio. E é este lugar que tem me emocionado”.

A atriz apresenta ao público o universo sombrio da Palhaça Rubra (Crédito: Divulgação)

A arte do palhaço mesmo sendo destinada diversas vezes para crianças surgiu de uma situação muito adulta. O personagem nasceu com inspiração nos homens do campo que migravam para a cidade e não conseguiam emprego. Se tornavam então bêbados (por isso a boca branca, fazendo menção a espuma da cerveja), que tropeçam nos próprios pés, caem no chão e ficam com o nariz vermelho. Pedem roupas emprestadas e por isso suas roupas são sempre maiores do que deveriam.

Na reportagem 360 “A Vida no Circo” produzida por alunas da PUC-Campinas, elas fazem uma pesquisa profunda e explicam também a diferença entre os palhaços, no caso o Clown Branco e o Palhaço Augusto. No caso da palhaça Rubra no espetáculo “Escalafobética” há um tipo diferente destes dois palhaços e vemos aparecer então um lado mais sombrio sobre o personagem.

No Brasil O Dia do Palhaço é comemorado desde 1981 entretanto apenas em julho deste ano a Câmara aprovou o projeto do deputado Paulo Rubem Santiago, que institui o dia 10 de dezembro como o Dia Nacional do Palhaço. “O palhaço está presente no imaginário de todas as crianças de diferentes origens sociais. Por ocasião de festas de aniversário, é muito comum contar com a alegria do palhaço que diverte a criançada”, conta o deputado.

Confira a programação completa do Sesc Campinas:

Untitled Infographic
(Crédito: Paula Fonseca)

Editado por Isabella Robaina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s