Empresas adotam o modelo de RH online

Por Keyla Cavalcante

(Créditos: Divulgação)
(Créditos: Divulgação)

A tecnologia abre espaços e facilita a vida das pessoas e principalmente das organizações, oferecendo oportunidades construtivas nas empresas, aplicando metodologias e sendo a cada dia uma ótima ferramenta de apoio. E todo esse avanço tecnológico no mundo das organizações chegou ao Departamento de Recursos Humanos.

O Departamento de RH tem a responsabilidade de toda a comunicação relativa aos funcionários da organização. E hoje é muito comum ver empresas adotando um modelo novo de RH, o “Recursos online”, que nada mais que uma plataforma criada para atender as necessidades do público interno da empresa, mas de um jeito bem diferente, tudo é feito através da  internet. Por isso a troca do termo “humanos” para “online”. A função é a mesma, o que muda é a substituição de pessoas, profissionais de RH, por uma ferramenta online.

O “Recursos online” ou “RH online” é um portal criado por empresas, especializado e equipado para gerenciar pessoas e lidar com todos os processos relacionados à gestão do quadro de funcionários da empresa. Pela ferramenta é possível fazer treinamentos, soluções para assuntos relacionados à remuneração, informação sobre segurança no trabalho, direitos trabalhistas, folgas e até agendamento de férias, tudo através da internet.

A secretária de desenvolvimento Renata Azevedo, trabalha em uma indústria Farmacêutica, e ela conta que a empresa adotou o novo modelo de RH. “Tudo o que for ligado ao departamento de Recursos Humanos deve ser resolvido online, ou seja, não tem nenhum contato direto com pessoas. Cada funcionário tem seu login para acessar o RH online e lá tem todas as opções, eu, por exemplo, tive que agendar minhas férias pela internet”. Conta.

Para o assistente de Recursos Humanos, Eduardo Ullian, os avanços tecnológicos barateiam os custos, e isso permitem que mais empresas adotem o modelo de “Recursos online”. Ele acredita que para que essa plataforma seja eficaz, exige muito investimento da empresa. Eduardo explica que esse novo modelo acaba distanciando as pessoas. “Sem dúvida o novo modelo apresenta bons pontos positivos, como por exemplo, uso da tecnologia para facilitar as operações, mas ao mesmo tempo transforma a comunicação fria”.

(Crédito: Keyla Cavalcante)
(Créditos: Keyla Cavalcante)

Editado por  Verônica Miranda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s