Mochilão: opção para aventura e poucos gastos

Por Michele Guelere

O mochilão é uma prática que vem crescendo muito entre jovens que desejam conhecer o mundo a fora, porém não possuem tanto dinheiro para ficarem hospedados em hotéis com diárias caras e mordomias muitas vezes desnecessárias.

Alguns dizem que a ideia da mochila nas costas e pé na estrada surgiu com a Geração Beat, jovens da década de 50 e 60 nos EUA que levavam uma vida nômade e se organizavam em comunidades. A questão é que a necessidade de conhecer outras culturas, a si mesmo e descobrir outros modos de vida além daqueles que estamos acostumados, podem fazer a diferença na hora da escolha pelo mochilão.

Para a jornalista e autora do blog Kiviagem, Kívia Costa fazer um mochilão por mais de 40 países sozinha foi uma forma de auto descoberta “Eu prefiro viajar sozinha. Mais liberdade, mais descobertas sobre si mesmo. Você pode ir onde te der na telha e é mais fácil conhecer pessoas quando você está sozinha.”, afirma

Viajar sozinho pode ser um empecilho para muitas pessoas, mas para o estudante Gemerson Braz, mochilar sozinho proporcionou crescimento pessoal “Você tem que ficar mais esperto. Você tem que ser senhor do seu percurso, da sua grana. Você se torna mais independente. E é um mito o fato de que você vai sempre estar sozinho. Você conhece muita gente legal, principalmente nos hostels onde o pessoal gosta muito dos brasileiros também.”

O planejamento do mochilão pode começar com a escolha do destino. Alguns dos países mais baratos para mochilar estão na Ásia. Por serem países pouco comerciais, proporcionam uma aventura exótica.

mochilao
(Créditos: Michele Guelere)

Após escolher o destino, a melhor forma de acomodação em muitos casos é o hostel. Hostel é um tipo de albergue em que o viajante poderá dividir um quarto com outras pessoas, muitas vezes de diferentes nacionalidades. As diárias de um hostel costumam ser muito mais baratas do que as de um hotel e existem sites que ajudam na escolha do melhor hostel de acordo com a avaliação de pessoas que ficaram hospedadas no local. É o caso do TripAdvisor.

Mas e quando a insegurança impede optar pela aventura? Segundo Kívia, o medo e o costume com o conforto às vezes podem atrapalhar na hora de escolher o mochilão “Sentir medo é tão natural como nosso instinto protetor, mas ele não pode nos paralisar. Nos tornamos mesquinhos e medíocres, a vida fica sem graça, quando deixamos o medo nortear nossas decisões.”

Como forma de motivação, três jovens australianos decidiram compartilhar em forma de vídeo o mochilão que fizeram por 44 países. O vídeo intitulado como “Learn” (“aprender” em inglês) mostra como o mochilão pode ser uma opção perfeita para quem deseja sair da rotina de viajem guiada. Confira:

Editado por Luana Freire

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s