Jovens trocam futebol por musculação

Por Bruna de Oliveira

O Brasil é considerado o país do futebol, mas o número de praticantes do esporte caiu em 2013 enquanto a musculação passou a ganhar mais adeptos. De acordo com a pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde, divulgada em outubro deste ano, aponta que em 2006, 35% dos entrevistados diziam que jogava bola regularmente, já em 2013 o número caiu para 26, 75%.

O futebol ainda continua sendo a atividade física preferida entre os homens, mas a musculação é o exercício físico que vem ganhando mais praticantes. Há oito anos atrás 13,43% praticava musculação. Em 2013, o índice aumentou para 18,46%.

Um dos motivos da troca do futebol por musculação pode estar ligado a estética (Foto: Divulgação)
Um dos motivos da troca do futebol por musculação pode estar ligado a estética (Foto: Divulgação)

O motivo da migração de um esporte para o outro de acordo com o Prof. Dr. Marcelo Conte, pode ser por diversos fatores, “Não há espaço para futebol praticado em “campinhos”, ruas e praças. A violência urbana é outro fator importante. Acredito que o estilo de vida das famílias também mudou muito. Nos condomínios que tem quadra também é raro ver a utilização dos mesmos, devido a rotina de escola”.

Dois fatores enumerados pelo professor , que são de grande importância para a discussão, são os jogos eletrônicos e a estética. “O mundo virtual está ocupando a rotina dos jovens, assim não tendo tempo para a prática de futebol. Também o aspecto da estética sem dúvida é muito relevante,com certeza com a influência dos meios de comunicação e a valorização do corpo com músculos bem desenvolvidos são argumentos importantes na escolha da modalidade”, afirma Marcelo.

A professora Helena de Mello Monteiro e também proprietária da academia Tribos do Corpo  localizada em Campinas, compartilha da mesma opinião do professor Marcelo, e ainda acrescenta que um dos motivos do brasileiro estar trocando o futebol por musculação,  é por ser um esporte coletivo, “E também as academias tem flexibilidade de horário, estrutura e orientação e o futebol também causa muitas lesões. Já a musculação recupera as lesões e fortalece os músculos de forma mais rápida.”

Ainda sobre a pesquisa , o brasileiro tem se exercitado mais,  hoje 33,8% da população pratica atividade física regularmente, um crescimento de 12,6% nos últimos cinco anos. O estudante Luiz Henrique Vidal, praticante de triatlhon e musculação, explica o motivo da desistência do futebol profissional e informal. “antes só via o futebol como diversão  e trabalho, mas é um esporte onde para ser profissional e viver de futebol é muito duro. Ao desistir de virar um jogador profissional, eu achei apenas um esporte que me deixa tão feliz e tão bem igual ao futebol, O Triathlon.

O estudante ainda conta os benefícios que teve a partir do Triathlon e da musculação, ”Percebi que além de treinar eu estava obtendo um beneficio mental, me deixava mais calmo e mais confiante. Tive benefício na minha saúde, devido ao bem estar proporcionado pelas atividades físicas. Me auxiliou até em tarefas do dia-dia, melhor disposição e uma melhor alimentação também”, diz Luiz.

Retomando a pesquisa, os homens ainda se exercitam mais do que as mulheres, 41% dos homens afirmaram praticar algum exercício físico e apenas 27,4% das mulheres disseram o mesmo. Mas a musculação ganhou espaço entre as mulheres em 2006, 11,8% das mulheres faziam musculação, já em 2013 o número saltou para 19,56%.

Há uma certa idade para iniciar a prática de musculação? Para a Professora Helena, existe uma idade mais adequada, mas podendo variar de pessoa para pessoa. “No caso das meninas, após a menarca  e no caso dos meninos, depois do estirão de crescimento. Mesmo após esse período o início deve ser com cargas moderadas e com uma progressão correta e periodizada”, explica a profissional de educação física.

Já para o professor Marcelo, a pergunta é relativa e explica “Várias entidades internacionais, como Associação Americana de Pediatria, Colégio Americano de Medicina do Esporte, Associação Australiana de Condicionamento Físico já se pronunciaram a respeito e existe um consenso que a partir dos 11/12 anos de idade pode haver um iniciação nos exercícios com pesos, de uma forma progressiva de acordo com protocolos de exercícios.” Marcelo ainda conclui que não somente nessa idade, mas em qualquer outra condição, é necessário observar as condições físicas, motoras e emocionais do aluno para indicar o melhor treino”, finaliza Marcelo.

Por Bruna de Oliveira
Créditos: Bruna de Oliveira

Clique na imagem para melhor visualização:

Por Bruna de Oliveira
Créditos: Bruna de Oliveira

Editado por Verônica Miranda

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s