Cai número de mortes no trânsito

Por Aline Pavani

O número de mortes no trânsito no Brasil teve, em 2013, a maior queda desde 1998, de acordo com informações do Governo Federal. Isso porque do ano passado para cá o forte planejamento da Lei Seca e a implementação do sistema ABS nos carros, hoje obrigatório nos carros fabricados no Brasil, auxiliaram de forma positiva para a redução de casos de acidente no trânsito.

A estatística coincide com o primeiro ano de Lei Seca mais rigoroso, que implementou ainda novos fatores que podem comprovar que a pessoa estava embriagada sem o uso do bafômetro.

Para a estudante Júlia Godoy, que já bateu o carro em um acidente, felizmente, sem vítimas fatais, a Lei Seca hoje dá medo sim. “Tento evitar a Lei Seca, principalmente porque agora mesmo quando ingerimos pouca quantidade de álcool o bafômetro já registra. Tenho um pouco de medo sim”, revela Júlia.

Apesar da taxa otimista, em relação ao número de mortes, a situação ainda não é favorável. Segundo levantamento do Sistema Único de Saúde (SUS) 2013 teve 40,5 mil vítimas fatais, em comparação ao ano anterior com 44,8 mil.

Os motociclistas correspondem ao maior número de vítimas com 29% dos acidentes fatais, seguido de automóveis e caminhonetes com 24% e pedestres com 19%. Os ciclistas, felizmente, têm uma taxa de acidentes fatais de 3%.

Dados que exemplificam os acidentes de trânsito (Crédito: Aline Pavani)
Dados que exemplificam os acidentes de trânsito (Crédito: Aline Pavani)

Editado por Verônica Miranda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s