O que as mulheres e os homens gostam no sexo?

Por Priscilla Geremias

se
(Crédito: Reprodução)

Uma pesquisa realizada entre abril e maio de 2014, pelo site Casal Sem Vergonha em parceria com a marca de preservativos Durex, avaliou o comportamento e as preferências do brasileiro no sexo. As perguntas foram feitas de forma anônima e obteve 9.286 respostas, sendo 1.762 dos homens e 7.524 das mulheres.

Dividido em categorias, as perguntas eram sobre sexo oral, penetração, sexo anal, ménage a trois/troca de casais, seios/testículos, local da transa, orgasmo, masturbação, frequência sexual e acessórios eróticos.

O resultado mostrou que homens e mulheres estão alinhados em várias vontades e desejos, o que comprova que é a falta de diálogo entre os parceiros que faz com que mais da metade dos brasileiros se declarem insatisfeitos com a sua vida sexual, segundo pesquisa da Durex Global Sex Survey, apresentada em janeiro de 2014.

A pesquisa apontou que 7% das mulheres nunca chegaram a um orgasmo, outras 8% só conseguiram chegar lá sozinhas, nunca com um parceiro. Duas em cada quatro mulheres entrevistadas disseram que os homens sempre gozam antes delas. A psicóloga e sexóloga Priscila Junqueira, explica quais podem ser a causa da falta de orgasmo na mulher. Confira:

Quanto ao orgasmo masculino, apenas 6 dos 1762 homens que responderam a pesquisa nunca atingiram orgasmo. 49% dos entrevistados revelaram que a forma preferida para alcançar o climax é com a penetração, seguida da combinação entre sexo oral e masturbação.

Outro dado da pesquisa mostra que para 50% das mulheres o mais importante no sexo é um bom sexo oral, já que a pesquisa também mostrou que a maioria das entrevistadas avalia a performance masculina no sexo oral como “ok, cumpre a função.” Quando perguntados o que mais gostam nos sexo oral, a maioria dos homens (33%) e mulheres (46%) sentem mais prazer quando o sexo oposto usa a mão e a boca juntos.

“Ai, que dor” responderam 34% das mulheres quando perguntadas sobre o que vem a sua mente quando pensa em sexo anal. Já 36% dos homens responderam “muito tesão, quanto mais apertadinho melhor”. Sexo anal ainda é um tabu, e a pesquisa comprova isso revelando que 43% das mulheres nunca fizeram sexo anal e 27% dos homens nunca encontrou uma mulher que topasse.

Outro tabu é o ménage a trois, 64% das mulheres revelaram nunca terem feito sexo a três, ao contrário dos homens, cujo percentual foi de 38%. A pesquisa mostra também que homens e mulheres concordam num quesito: a maioria das pessoas que toparia fazer um ménage preferiria que não tivesse sentimento envolvido na brincadeira. E a combinação favorita entre os entrevistados ainda é clássica 2 mulheres e um homem.

Na pesquisa tanto os homens quanto as mulheres revelaram que a performance conta muito mais do que a aparência na hora do sexo. Apenas 2% dos homens e 1% das mulheres, revelaram que a aparência influencia 100% no tesão. Junqueira, fala sobre o envolvimento ou não de sentimento no sexo a três e como a mulher lida com o sexo hoje. E ainda fala sobre a importância da aparência no sexo, e o quanto isso influência no tesão.

O Digitais conversou com o casal C. V. e F. F., de 20 e 21 anos respectivamente, que estão juntos há mais de um ano para saber o que melhorou no sexo ao longo do relacionamento. Desde que se conheceram a química foi boa, e ao longo do tempo com o ganho da intimidade o sexo ficou melhor.

C. V. acredita que “conversar abertamente sobre sexo e vários outros assuntos faz com que mesmo após um ano e meio o namoro não tenha esfriado nada, pelo contrário, está ainda mais quente” e acrescenta “hoje, com a certeza do sentimento e o desejo que possuímos um pelo outro, conseguimos sentir uma conexão muito forte na hora H, e ter a certeza da satisfação verdadeira, própria e a do outro, é muito bom”.

Priscila Junqueira explica que se o casal não consegue conversar sozinhos, devem buscar uma terapia de casal, pois o diálogo é o mais importante, “a conversa tem que ser sincera, sem julgamentos, precisa ter compreensão dos desejos do outro e dos seus próprios desejos. A terapia de casal ajuda a se conhecerem e a resinificarem sua vida sexual”.

O intuito da pesquisa é descobrir o que as mulheres e os homens querem de verdade no sexo, mais diálogo e observação do próprio corpo e do parceiro melhora e estimula a vida sexual dos casais e futuros casais.Segundo o Casal Sem Vergonha, eles esperam que a pesquisa consiga “o despertar da intimidade, como uma ferramenta de aproximação, de diálogo, de debates, de conversas, de revelações, e que ela possa te ajudar a alcançar um dos maiores objetivos da vida: ser feliz e sentir cada vez mais prazer”.

Untitled Infographic (2)
(Crédito: Priscilla Geremias)

Editado por Nathani Mota

4 comentários

  1. Diálogo é fundamental em tudo.. tem que conversar para poder agradar os parceiros e parceiras. Só sabendo que conseguiremos agradar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s