Free Your Stuff: Iniciativa anti-consumista chega ao Brasil

Imagem utilizada na capa de vários grupos Free Your Stuff/ Crédito: Reprodução Facebook
Imagem utilizada na capa de vários grupos Free Your Stuff (Crédito: Reprodução Facebook)

Por Caio Coletti

Surgida na Alemanha, a iniciativa batizada de Free Your Stuff (em tradução livre, “liberte suas coisas”) está dando os primeiros passos no Brasil. Lá na Europa, é uma epidemia: em grupos no Facebook divididos por cidades ou regiões, os europeus trocam, doam ou recebem objetos dos mais variados – a principal proibição é o envolvimento de dinheiro nas transações.

Márlon Taboada é o criador do Free Your Stuff Brasil, grupo que já reúne 1.200 pessoas no Facebook, e que em breve deve começar a ferver em negociações. O paulistano afirma que a maioria dos usuários ainda tem preocupações com a segurança, mas aponta soluções. “Algumas medidas de prevenção devem ser tomadas na hora de efetuar as trocas, como estar sempre acompanhado, se possível marcar pontos de encontro ou enviar por alguma empresa de entrega, combinando que a pessoa ao receber a mercadoria deve pagar pelo frete”, explicou Márlon.

O modo de funcionamento é bem simples: basta entrar no grupo do Facebook e postar os objetos que você deseja doar, com fotos, ou pedir os que você precisa. O restante é decidido entre as partes da negociação, pelos comentários ou pelo chat. Também não é permitido o envolvimento de animais de estimação nas doações.

Leda Piovani viu na iniciativa uma maneira de lidar com o excesso de produtos acumulados ao longo dos anos. “Eu tenho muitos sapatos, e não uso todos! Comprei ao longo de muitos anos e tenho dó de jogar fora ou mesmo de doar pra caridade, porque não são sapatos confortáveis e utilitários. Acho que vai interessar mais gente que está procurando por estética”, ela explica.

Leda escolhe pares de sapato para anunciar no grupo/ Crédito: Caio Coletti
Leda escolhe pares de sapato para anunciar no grupo (Crédito: Caio Coletti)

A auxiliar administrativa conheceu a iniciativa através do filho, que encontrou o Free Your Stuff Brasil na internet. É mais ou menos o caminho que Márlon seguiu. “Eu fui descobrir a iniciativa Free Your Stuff através de uma página de notícias na internet, me apaixonei de imediato com a possibilidade de mostrar às pessoas que elas podem usar menos o lixo e mais a consciência. A intenção com o grupo no Brasil é trazer o pensar coletivo, mostrar para as pessoas que elas não precisam consumir novamente o que já foi consumido por alguém”, disse o rapaz.

Monica Lin, uma das primeiras usuárias do grupo, diz que pretende doar produtos de cozinha, cama, roupas e sapatos, e já postou procurando por livros de literatura alemã ou infanto-juvenil. “O mundo não começa no supermercado e termina na lata de lixo”, ela brinca. “Existem várias formas de reaproveitar e reutilizar aquilo que já temos. Com o grupo, acredito que as pessoas possam ser impactadas não só pela consciência ambiental, mas pelo lado humano em si”, completou Monica.

O teor anti-consumista da proposta é polêmico, mas se espalhou com facilidade pela Alemanha. Márlon acredita que isso também pode acontecer no Brasil, seja com a criação de grupos regionais, ou com um esquema diferenciado para o grupo nacional. “Todos sabemos que está na hora de trazer grandes mudanças para os nossos hábitos diários, eu prefiro acreditar que ainda temos chance de melhorar o nosso planeta e quanto as grandes empresas, elas que se adaptem aos nossos costumes e não ao contrário”, ele afirma.

Participe do Free Your Stuff Brasil aqui! E do Liberte Suas Coisas Campinas aqui!

Editado por Ana Luiza Sesti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s