Youtubers são mais influentes do que estrelas de Hollywood

Crédito: Variety

Por Nathani Mota

Ian Andrew Hecox e Anthony Padilla, donos do canal do Youtube Smosh, podem ser nomes estranhos e desconhecidos para alguns, mas entre os adolescentes americanos, a dupla de comédia online é mais influente do que celebridades como Jennifer Lawrence (O lado bom da vida e Jogos Vorazes) e Leonardo di Caprio (Titanic e O lobo de Wall Street), segundo a revista americana Variety.

A pesquisa, que foi feita pela revista em julho de 2014, revelou que os Youtubers – como são chamadas as pessoas que produzem conteúdo para o famoso site de vídeos – são figuras admiradas por jovens americanos entre 13 e 18 anos. Os entrevistados citam o senso de humor, falta de filtro e espírito para assumir riscos como os motivos que os levam a admirar tais pessoas.

O ranking da pesquisa foi baseado em uma bateria de questões feitas a 1.500 adolescentes sobre 20 personalidades conhecidas selecionadas previamente. Acessibilidade, autenticidade e engajamento foram abordados pelas questões.

Bia Granja, cocriadora e curadora do YouPix, acredita que a identificação com as estrelas do Youtube acontece porque os adolescentes enxergam neles pessoas reais, segundo ela os Youtubers não são “pessoas fabricadas, que não podem falar, que tem que sustentar a aura da perfeição”.

Bel Rodrigues, que produz vídeos sobre livros e cultura pop para o canal Algum Infinito, acredita que quanto mais ela mostra a sua vida, mais pessoas passam a confiar que ela é exatamente como elas e se sentem influenciadas por isso. Rodrigues conta que recebe muitos emails e comentários de pessoas que leram um livro por uma indicação dela, “é maravilhoso saber que eu tenho essa influência na vida das pessoas”, afirma.

O problema da exposição

A exposição e o feedback (comentários de reação) imediato são elementos essenciais apontados pelos adolescentes para a Variety, porém para quem tem um negócio na internet  esses elementos podem se tornar um problema.

Antes do Algum Infinito, Bel Rodrigues teve seis blogs privados, então foi só com a visibilidade alcançada com o blog literário que ela teve que lidar com críticas e xingamentos. Ela afirma que isso levou um tempo, mas hoje  não se importa mais com comentários desrespeitosos, pois sabe que são minoria.

Por isso, Bia Granja afirma que é preciso criar casca dura para se viver na internet, pois não é formada só de pessoas que gostam de você. A curadora do YouPix explica que isso pode afetar até mesmo pessoas que estão acostumadas com atenção midiática, “a Xuxa foi para o Twitter e não aguentou o mundo virtual, que é formado por xingamentos o tempo todo”, exemplifica.

Você sabia que o Youtube é a terceira rede social mais utilizada? Leia mais aqui

Crédito: Variety
Celebridades que mais influenciam os jovens não estão na televisão ou no cinema. (Crédito: Variety)

Editado por Bruna de Oliveira e Michele Guelere

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s