Internet é o coração da cultura jovem

O canal de comédia, Porta dos Fundos, é o que tem mais inscritos no Brasil. (Crédito: Nathani Mota)
O canal de comédia, Porta dos Fundos, é o que tem mais inscritos no Brasil. (Crédito: Nathani Mota)

Por Nathani Mota

Apesar da pequena exposição que os Youtubers têm na grande mídia, também chamada de mídia mainstream, eles tiveram pontuação muito superior aos famosos. Entre as 20 pessoas no ranking, metade usa o Youtube para divulgar conteúdo. A celebridade mais bem colocada é Paul Walker, em sexto lugar, ator da franquia “Velozes e Furiosos” que faleceu em novembro de 2013.

Esse ranking indica que os jovens estão buscando informações em outros meios de comunicação e procurando por assuntos que não tem espaço na mídia mainstream. Um dos motivos dessa migração é que no Youtube e em outras redes sociais, o feedback é direto e quem acaba determinando se o conteúdo é bom são os comentários, números de views e compartilhamentos. O que elimina a figura de um editor ou um grupo editores que tomam decisões com base na audiência.

Os protestos que levaram milhões de pessoas às ruas em junho de 2013 evidenciaram o poder das ferramentas sociais da internet no Brasil. Articuladas em redes como o Facebook e o Twitter as mobilizações surpreenderam a grande mídia. Bia Granja, curadora do Youpix,  lembra que a mídia não conseguia detectar e transmitir para seu público o que estava acontecendo, “nós ouvimos gritos de ‘abaixo à Rede Globo, o povo não é bobo’, por exemplo, e isso mostra que a mídia enfrenta uma mudança de paradigmas muito importante” afirma.

Em 2013, Eric Schmidt, executivo do Google, afirmou que o Youtube já era maior que a televisão regular. Na época, a plataforma de vídeos tinha atingido 1 bilhão de visitantes únicos por mês e segundo Schidt o objetivo é ter 6 ou 7 bilhões de visitantes únicos.

A curadora do Youpix afirma que essa realidade é muito próxima ao cenário brasileiro, onde o Youtube é a terceira rede social mais utilizada, atrás do Facebook e Tumblr. Bia Granja acredita que as celebridades terão que se adaptar à essa realidade se quiserem atingir o público jovem, “eles vão ter que migrar de alguma forma, pois hoje a internet é o coração da cultura jovem” concluí.

Editado por Bruna de Oliveira e Michele Guelere

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s