Blogueira: a profissão do momento

Por Carol Estevam

Prestes a completar 125 mil seguidores em seu canal do youtube, Priscila Paes é uma jovem campineira de 26 anos que fez de um blog sua fonte de renda e trabalho. Publicitária de formação, ela encontrou no meio de maquiagens, roupas, eventos uma maneira de trabalhar e se divertir ao mesmo tempo.

Bruna Tavares estudou jornalismo na Puc-Campinas, e tinha como desejo ser jornalista de moda. Criou o Pausa para feminices em 2009, com o objetivo de ter um portifólio e mostrar o que sabia da editoria. A partir dali o blog cresceu e hoje . é parceiro de uma das grandes revistas femininas, além de assinar uma linha de maquiagens em parceria com uma marca nacional.

Bruna e Priscila são blogueiras há mais de cinco anos
Bruna e Priscila são blogueiras há mais de cinco anos

 

Apaixonadas por moda e beleza, Priscila e Bruna fazem parte de uma profissão que cresce dia após dia no país: Blogueira. Atualmente são os segmentos que mais faturam na internet de acordo com o relatório da WebShoppers da e-bit, empresa especializada em e-commerce.

Ambas tem a mesma posição sobre a profissão de que “ser blogueira não é fácil, ter feito a faculdade e terem formação profissonal fez a diferença. Não é apenas colocar um post sobre uma maquiagem, uma roupa, um produto novo. Existem muitas coisas por trás da publicação, são horas para produzir conteúdo, tanto de texto quanto de vídeo”, comentam.

A profissão envolve muitos custos com internet de qualidade, contador, assessoria de imprensa, equipamento profissional, transporte para eventos. De acordo com reportagem da revista Veja, as blogueiras mais famosas, cobram em torno de 300 a 3.500 para uma citação em seus blogs, já um post gira em torno de 4.000 a 20.000.

“Muitas vezes fazemos uma maquiagem linda, mas é de noite e acabamos tirando e indo dormir.” diz Priscila Existe glamour por trás da profissão, mas a mesma acaba sendo solitária também, pois “ trabalhamos sozinhas, num quarto e encontramos as outras blogueiras apenas em eventos”, afirma Bruna.

Em 2012 o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) fez uma advertência publica á um grupo de blogueiras e uma grande empresa de cosméticos para que elas passassem a sinalizar quando o post fosse patrocinado por uma marca e tenha natureza comercial. A partir de então, os posts devem ser escritos como publipost ou jabá. Bruna e Priscila concordam com os chamados posts patrocinados, mas ressaltam “não é todo tipo de propaganda que a gente aceita fazer, as vezes é preferível uma leitora fiel ao seu blog do que uma propaganda que não tenha muito a ver com o seu conteúdo e te faça perder leitoras”, afirmam.


Juntas Priscila e Bruna tem mais de 200 mil seguidores no Instagram, no dia da entrevista a foto minha tirada com elas, teve mais de 1000 curtidas em poucas horas.

Screenshot_2014-05-01-20-51-40 ok

 

 

 

Editado por Priscila Jordão

 

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s