Tradição de ‘malhar o Judas’ está cada vez mais escassa

Por Priscila Jordão

Trazida por espanhóis e portugueses, o ritual de “Malhar o Judas” é uma tradição praticada há muitos anos pelos cristãos, que consiste em bater e atear fogo em um boneco feito artesanalmente, representando a morte do apóstolo Judas, em virtude de sua traição a Jesus.

O evento,  que ocorre no sábado de aleluia pelas ruas de diversos bairros, antecedendo o domingo de páscoa, nos últimos tempos vem perdendo a força. De acordo com o estudante de jornalismo Arthur Cagliari, a tradição foi mantida em sua infância, mas depois que cresceu, acabou. “ Era divertido, minha vizinha era artista plástica e fazia o boneco para nós. Juntávamos todas as crianças da rua, me acabava de tanto bater”.

A tradição, que geralmente passava de geração pra geração, se perdeu no meio de tantas “diversões” encontradas hoje para as crianças, principalmente com os avanços da tecnologia.

Os moradores dos bairros, quando questionados sobre a “malhação”, têm praticamente a mesma resposta: “malhei muito o judas quando criança, mas cresci e não passei para os meus filhos esse hábito”.

Boneco de Judas é pendurado em postes.
Boneco de Judas é pendurado em postes

 

 

Editado por Bruno Machado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s