Revitalização de ponto turístico atrai pilotos de parapente

Por Bruno Accorsi

Tradicional ponto de encontro de pilotos de parapente nos anos 80, o Alto da Serra, ponto mais alto da cidade de Serra Negra – SP, voltou a abrigar os amantes do voo livre. Apesar de tentativas esporádicas de decolagem, o Alto da Serra, muito bem localizado geograficamente para a prática do esporte, não oferecia uma estrutura segura para os pilotos. Porém, desde o meio do ano passado, por meio de esforços de praticantes da região junto à prefeitura, algumas modificações foram feitas no local. A rampa de decolagem foi reparada e gramada, e foi criada também uma área de aterrisagem.

Melhorias trazem pilotos de parapente de volta para o Alto da Serra, Serra Negra – SP (Foto: Bruno Accorsi)

O esporte não é muito popular, pois é relativamente caro e exige certo tempo de aprendizagem, mas tem a seu favor a bela visão do alto. As cidades de montanhas, como Serra Negra, são beneficiadas na área do turismo.

Segundo o piloto Leonardo Guerra “se lugares com condições favoráveis a pratica do parapente, como o Alto da Serra, tiverem seu espaço bem aproveitado, com certeza acontecerá um grande estimulo ao turismo nas cidades. Já temos alguns exemplos no país”.

Depois de melhorar as condições para o voo livre na cidade, Serra Negra já recebeu um evento de preparação de pilotos iniciantes, realizado pelo Cube de Voo da cidade em parceria com a  Associação Brasileira de Parapente (ABP), em janeiro. O evento teve sua etapa teórica em um hotel da cidade e a parte prática nas rampas do Alto da Serra.

Nos finais de semana com a presença dos pilotos o ponto fica cheio de curiosos. Esses que demonstrarem interesse podem procurar algum instrutor para fazer um voo duplo, por preços variáveis.  A balconista Renata Carvalho estava empolgada com a ideia de voar, mas desistiu após presenciar uma queda, causada por um pouso mal executado. “Não aconteceu nada com o moço, mas só de ver já fiquei muito nervosa, achei perigoso”.

Pratica do parapente atraí curiosos e entusiastas
Pratica do parapente atrai curiosos e entusiastas (Foto: Bruno Accorsi)

O piloto Ricardo Régis explica que às vezes acontecem imprevistos no esporte, porém, no caso de voos duplos, a única preocupação que a pessoa precisa ter é em achar um piloto de confiança, devidamente preparado. “O que garante a sua segurança é informação. Os voos duplos e a comercialização dos voos só são permitidos para pilotos que se enquadram nas normas da ABP”. O site da ABP orienta os interessados a verificarem se a habilitação desportiva do piloto é homologada para voo duplo, e se está dentro da data de validade. É avisado também que menores de dezoito anos só podem voar com a autorização dos responsáveis.

Para a prática regulamentada do esporte é preciso ser filiado a um clube de voo. Serra Negra conta com o Clube de Voo Livre Alto da Serra, e com as melhoras do ponto de voo tem atraído muitos pilotos de outros clubes. Os envolvidos na revitalização ainda esperam, por meio de colaborações, adquirir uma estação meteorológica, instrumento que auxilia na analise de condições para o voo.

 

Editado por Thiago Marquezin

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s