Cresce para 30 milhões o número de animais abandonados no Brasil

Por Aquiles Farinha

É comum dizer que os animais são os melhores amigos do homem, mas será que o homem é o melhor amigo do animal? Existem muitas pessoas que tratam os animais com carinho e amor, já outras não dão tanta atenção assim e muitas vezes acabam judiando dos pobres bichinhos.

Hope foi achada na rua e acabou sendo adotada depois de receber cuidados
Hope é adotada após ser encontrada na rua

O abandono de animais está cada vez mais presente na sociedade, basta andar nas ruas e ver a quantidade de cachorros e gatos que circulam pela cidade. Muitos desses animais foram abandonados e outros acabaram fugindo. É o caso da cachorra Hope, que foi encontrada em estado crítico pela estudante Mariana Dandara. “Encontrei a Hope na rua, em frente a minha casa, ela estava com semblante triste, bem magra e maltratada. Conforme fui cuidando dela e dando amor, ela mudou totalmente. Depois de dois meses meu pai permitiu que eu a adotasse. Hoje ela está saudável e feliz, morando comigo há pouco mais de um ano”.

No entanto, não são todos os animais que tem a mesma sorte. Pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde, estima que no Brasil existam mais de 30 milhões de animais abandonados, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães.

Cães e gatos são os grandes vilões do abandono
Cães e gatos são as grandes vítimas do abandono

Nas grandes cidades do país, para cada cinco habitantes há um cachorro. Destes, 10% estão abandonados. No interior, esse número não chega a ser muito diferente, em Araçatuba por exemplo, são mais de 35 mil animais, destes 2,6 mil estão abandonados. A cidade de Marília conta com mais de 60 mil animais e a estimativa é de quase três mil em situação de abandono.

Infelizmente no Brasil não existe nenhuma lei efetiva que defenda os animais que sofrem com maus tratos, porém em outros países já existem leis que punem aqueles que abandonam ou causam algum mal aos bichinhos.

Para evitar que esse número cresça, antes de querer um animal de estimação, verifique se você poderá dar a atenção devida à ele. Caso não queira mais o bichinho, procure por alguém que o queira, ao invés de abandoná-lo na rua.

Editado por Natália Mitie

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s