‘Alunos norte-americanos vão às aulas mais preparados do que brasileiros’

Por Amanda Campo

Marcelo Maziero, ex-aluno de jornalismo da PUC-Campinas, foi convidado pelo Mississipi College para jogar tênis pela faculdade, em troca de uma bolsa de estudos em 2012, e aceitou. Sem nenhuma dependência em disciplinas na nova faculdade, o jovem diz que é muito bom poder agregar conhecimentos de um modelo didático bem diferente. Aulas teóricas com estudantes de diferentes cursos tornam o conteúdo mais abrangente. Ele disse que na sua aula de história, por exemplo, estavam presentes alunos de medicina, engenharia, comunicação e outros cursos.

O jovem diz que a principal diferença está no comportamento dos alunos e dos professores. Cada docente tem uma carga horária de permanência na faculdade que precisa obedecer, e, assim os estudantes conseguem consultá-los mesmo fora do horário de aula, horário este que eles mesmos montam. Marcelo afirma que os alunos norte-americanos vão às aulas mais preparados do que os brasileiros: “Ler um texto antes de uma aula é rotina. Todos fazem isso, e a discussão fica muito mais interessante”.

Ele diz que os jornalistas lá são mais abertos ao recebimento de críticas, o que garante a liberdade. “Dá para sentir em cada linha o que o jornalista quer falar. Há como entender o que está por trás de todas as palavras”. Isso, segundo o estudante, o faz querer ficar por um tempo por lá, para acumular bagagem jornalística e enriquecer o currículo.

Marcelo Maziero
Marcelo Maziero durante entrevista realizada no campus I da PUC-Campinas

Maziero passa férias em valinhos, sua cidade natal, mas suas férias não são sinônimo de descanso, muito pelo contrário. O estudante do Mississipi College tem acesso aos Summer Jobs (trabalhos de verão) e ele pode escolher entre algumas empresas para estagiar enquanto aproveita o tempo no Brasil. Sua escolha foi fazer parte do grupo de Marketing da Natura, em São Paulo, onde diz que dificilmente teria alguma oportunidade se não fosse esse programa.

Em relação ao esporte o atleta diz que além de jogar em quadras diferentes do que está acostumado, não quer deixar os treinos e torneios atrapalharem seu rendimento escolar. Marcelo é o oitavo melhor jogador da universidade. Maziero voltará para Mississipi dia 22 de agosto para seu segundo semestre como estudante nos Estados Unidos.

Editado por Pedro Lopes

1 comentário

  1. Olá,
    achei um excelente texto.
    Parabéns para o rapaz de Valinhos, que ele tenha muito sucesso.
    Quanto aos estudantes brasileiros, amaioria não tem o rendimento esperado, pois dedicação e mérito não são visto com bons olhos na cultura brasileira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s