Oficina da PUC-Campinas pretende desenvolver interfaces interativas

Por Eliane Honorato

Foto: Eliane Honorato
Alunos participando da primeira oficina que abre o evento Construindo Storyboards para jogos

Teve início, esta semana, o evento Produção de Jogos e Artes Visuais para Interfaces Digitais. Sua abertura foi realizada com a oficina Construindo Storyboards para jogos, ministrada pela professora Júlia Stateri. Promovido pela PUC-Campinas, por intermédio dos cursos de Tecnologia em Jogos Digitais e Artes Visuais, tem a finalidade de restabelecer grupos e nichos de pessoas, com o anseio pelo desenvolvimento das interfaces interativas. O evento contou também com a apresentação de dança com o grupo Otaku no Ie.

A coordenadora do curso de Tecnologia em Jogos Digitais, Tatiana Dantas de Oliveira, relata os temas que serão abordados nas oficinas. “Elas trazem conteúdos correspondentes à produção dos jogos digitais e das mídias interativas. Então, nós teremos oficinas de roteiro Storyboards, de pintura digital, de animação 2D. As de roteiro tem focos diferentes, mas a expectativa, na verdade, é levar um pouco desse conhecimento sobre a produção das mídias interativas ao público”, propõe.

Mizael Marques de Oliveira, aluno do curso Tecnologia em Jogos Digitais, faz questão de comentar a importância dos temas que serão abordados nas oficinas, sobretudo o tema da primeira delas, Construindo Storyboards para jogos. “A aula, em si, agrega bastante conteúdo que, às vezes, faltam nos jogos hoje, como o enredo, a trama, todo contexto histórico do jogo. E, hoje, mais do que o gráfico, a história também tem que trazer todo o simbolismo para que ele seja agradável, legal e bom de jogar”, pontua.

Já Victor Tosi Hunger, aluno do curso Artes Visuais, comenta  a importância do evento para as pessoas que gostam dessa área. “O que acho interessante da parte de desenvolvimento de games, quando relacionado à arte, é a parte da criação; afinal, nós aprendemos exatamente a criação apenas do designer gráfico, a parte artística do desenvolvimento artístico do jogo. Para quem se interessa pela área é um inicio para a pessoa ter um contato maior. Para quem é leigo, principalmente, é um bom inicio você ter um contato com aquilo e saber de onde você pode partir e com o que você pode trabalhar”, avalia.

Por fim, Sheila Volpato do Carmo, aluna do curso Tecnologia em Jogos Digitais, explica como as atividades que serão apresentadas no evento proporcionarão um aprendizado conceitual do curso de jogos digitais. “Tanto as oficinas quanto as outras atividades que vão ocorrer,  mostrarão ao público – principalmente a quem desconhece  os cursos de jogos e cursos de artes, a quem não tem ideia de como funciona todo esse meio -, o nosso trabalho, sobretudo, o que estamos fazendo e o que pode ser feito nesse ambiente. As palestras ajudarão o público a entender melhor sobre isso”, conclui.

Leia também: Evento sobre Produção de Jogos e Artes Visuais para interfaces Digitais será em maio

Editado por  Bianca Fernandes e Carolina Junqueira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s