Está no DNA de Viracopos ser o maior aeroporto da América Latina

Por Lucia Maroni

“Está no DNA do Aeroporto Internacional de Viracopos ser o maior aeroporto da América Latina”. Assim Aluizio Bonfim Margarido, diretor comercial da empresa Aeroportos Brasil Viracopos, definiu a estratégia de ampliação, nos próximos 30 anos, do aeroporto campineiro. Atualmente, o aeroporto é mais usado para  carga e descarga, além de fazer voos domésticos.

Sob o tema A Ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos: possibilidades de parcerias com a Universidade, palestra apresentada na PUC-Campinas, Margarido apresentou a estrutura da empresa que administra o Aeroporto, desde o ano passado, além de detalhar o plano de ampliação do terminal que está sendo implementado. Por isso, algumas mudanças na parte física da atual estrutura já estão sendo modificadas.

Aluizio Bonfim Margarido
Aluizio Bonfim Margarido: “meta é chegar a 80 milhões de usuários”

Melhora e ampliação de banheiros, estacionamento coberto com passarela, e até mesmo a construção de canis para a melhoria dos serviços da Polícia Federal para a retirada de passaportes. Tudo isso está previsto dentro do plano de ampliação, em que a primeira fase de será concluída em maio de 2014, com a entrega do novo terminal de passageiros.

Nessa etapa, estima-se que 14 milhões de pessoas por ano serão atendidas.
Porém, a ideia é aumentar ainda mais essa oferta. Para isso, foi definida uma estratégia que passará por cinco fases. “Um dos objetivos do nosso plano de é chegar ao final das três décadas de concessão atendendo 80 milhões de passageiros por ano”, continua. A construção de um terminal de ônibus também será feita, para integrar ainda mais o embarque e desembarque desses passageiros.

Sustentabilidade
Há quem tenha se sentido lesado com tantas melhorias. Ana Regina Vieira, da Reciclamp (Cooperativa de Coleta e Comercialização de Materiais Recicláveis de Campinas), alega que com o final do contrato com o aeroporto, não houve nenhum contato para que houvesse a renovação do mesmo. “A retirada era feita uma vez por semana e o material reciclável é de boa qualidade. Devido à venda da Infraero e vencimento do contrato deixamos de coletar esses materiais em fevereiro deste ano”, explica.
Regina, porém, acredita que o cenário pode mudar com a promessa de um possível acordo. “Segundo ele (Aluisio) será marcada uma reunião para tratar desse assunto”, finaliza.

Universitários atentos às novas mudanças
Universitários ficaram atentos ao anúncio das novas mudanças em Viracópos

Confira uma parte da palestra:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s