O renascimento do parto bate recordes de arrecadação nas redes sociais

Por Patrícia Lopes

O projeto em prol do lançamento do longa metragem O Renascimento do Parto arrecadou mais de 100 mil reais em seis dias.  A produção independente buscou fundos por meio do crowfunding (um sistema de captação de recursos feito a partir de doações coletivas). A meta inicial do projeto era conseguir o valor de 65 mil reais em dois meses. Com esta quantia o filme estará em cartaz nas bilheterias de oito capitais (Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Salvador e João Pessoa), porém, sem previsão de estréia.

A ideia foi hospedada em um site dedicado somente para este tipo de ação, a partir daí começou os compartilhamentos nas redes sociais, e em poucos minutos o viral já estava em todas as times lines.  É o que conta a administração do site Benfeito ria. “Não só na Benfeitoria, mas em nenhum outro projeto no Brasil vimos algo parecido com isso, um projeto atingir uma meta tão ousada nos primeiros cinco dias de campanha e só crescendo!”

Até o momento são 823 benfeitores, para cada doador, que oferecesse pelo menos 30 reais é proporcionado uma recompensa, que

Página do site as 23h49m do dia 25/04/2013
Página do site dos amigos e simpatizantes da causa da humanização do nascimento

vai desde agradecimentos na fanpage até ter o nome ou marca nos créditos finais do filme. No entanto, para quem doa a recompensa vem apenas de saber que está colaborando para uma possível mudança na cena obstétrica brasileira, é o que afirma a engenheira agrônoma e mãe de três filhos – um nascido de cesárea e outros dois de parto domiciliar -, Renata Deprá, 36 anos. “Levar ao cinema o que eu tive a oportunidade de viver, fazer com que as outras mulheres entendam o que de fato me moveu e me move a respeito do nascimento”.

Para a professora de inglês e mãe de dois filhos – uma cesárea e um parto natural -, Yara Tropea, 33 anos, o anseio de contribuir partiu do momento em que viu o filme em sessão fechada. Ela conta que seu desejo é que todas as mulheres tenham consciência de suas escolhas na hora de decidir sobre o nascimento do seu bebê. “Queria muito que as mulheres conseguissem ao menos saber que foram enganadas. Também gostaria que elas fossem respeitadas. Todas elas. Em qualquer escolha que façam”.

Mas o projeto não para por aí, agora a proposta é atingir o valor de 110 mil reais, quantia que irá cobrir o gasto que os produtores tiveram com a gravação. De acordo com o próprio site da campanha o valor gasto com o longa é cerca de 500 mil reais.  A psicóloga e produtora, diz que não nunca imaginou que o movimento pudesse tomar tamanha proporção: “ainda estamos um pouco anestesiados. A ficha está caindo aos poucos sobre o sucesso que está sendo essa campanha de arrecadação para o filme e tudo que está acontecendo a partir disso!”, diz ela na rede social.

Conhecendo o projeto
O filme produzido pelo casal Erica de Paula e Eduardo Chauvet visa mostrar a atual situação obstétrica mundial, principalmente na brasileira que tem um número preocupante de cesáreas (52% no índice geral e até 90% no setor privado, contra os 15% recomendado pela Organização Mundial da Saúde). Com participação de renomados profissionais da área da saúde e depoimentos de várias mães.

Para doar é só acessar o site.

Confira o vídeo promocional:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s