MIS exibe três documentários de alunos da PUC-Campinas agora em abril

Por Patrícia Lopes

O Museu de Imagem e Som de Campinas (MIS) apresenta, durante o mês de abril, três documentários desenvolvidos por ex-alunos do curso de jornalismo daPUC-Campinas. Um deles é Mazzaropi – o Jeca Empreendedor, produzido por Amanda Cotrim, Danilo Zanini, Marcelo de Barros e Priscila Souza, será exibido nos dias 8 e 13 de abril, às 19 horas, como parte do ciclo “Mazzaropi”, em homenagem ao comediante e cineasta brasileiro.

O historiador e curador do MIS, Orestes Toledo
O historiador e curador do MIS, Orestes Toledo

Já os documentários Banda dos homens de cor, produção de Arnold Fruneaux, Bruno Barbato, Raoni Zambi e Ubiratan Maia será exibido no dia 9, às 19 horas; e Moysés Lucarelli – Um sonho majestoso, de Antonio Henrique Brazão, Bruno Moreira, Gabriel Castro e Henrique Bighetti, será no dia 15, também às 19h.

Um dos curadores do MIS, o historiador Orestes Toledo, conta que o espaço é aberto para todos os cidadãos. De acordo com ele, “a única condição é que haja um debate após exibição dos filmes, o que caracteriza o cineclube”. Toledo ainda faz um adendo: “é evidente que não é possível nenhum delito que agrida a legalidade constitucional, mas o que não está tipicamente qualificado como crime nas leis, pode ser exibido”. Qualquer cidadão que tenha algum material de vídeo pode exibir no espaço do Museu, explica. “Não existe censura técnica, estética ou biológica, isto aqui é do povo!”.

A jornalista Priscila Souza, que se formou em 2012 pela PUC-Campinas, conta que é gratificante ter seu documentário sobre o centenário de Mazzaropi exibido pelo MIS, pois ultrapassa as barreiras acadêmicas. “A importância dessas exibições, além da repercussão na imprensa tanto em São Paulo como aqui em Campinas, é o reconhecimento de um trabalho de projeto experimental, que foi bem além dos limites da universidade. Conseguimos propagar um lado de Mazzaropi que não havia sido explorado. Aprendemos antes e durante o trabalho e agora estamos colhendo os frutos”, afirma Priscila.

O ex-aluno de jornalismo, Antonio Henrique Brazão, tem exibição do seu vídeo Moysés Lucarelli – Um sonho majestoso marcada para próxima segunda-feira (15). Ele afirma que foi fácil conseguir o espaço. “Mandei um email para um dos curadores e já me colocaram na agenda”.

Quem quiser ter seu trabalho na agenda do MIS deve procurar um dos curadores na sede do Museu que fica no Palácio dos Azulejos, na Rua Regente Feijó, 859, Centro – Campinas.

Confira toda a programação  no site do MIS Campinas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Edição: Felipe Lange e Stéphanie Segal

2 comentários

  1. Legal Patrícia Lopes, bem abordada a dimensão dos Trabalhos de Conclusão de Cursos, PUC-Campinas, para além das fronteiras acadêmicas, com a exibição no MIS-Campinas. Muito bacana a utilização do recurso visual no que diz respeito à fotografia. Marcelo de Barros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s